Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

First record of Thaumastocoris peregrinus (Hemiptera, Thaumastocoridae) in Pará state, Brazil / Primeiro registro de Thaumastocoris peregrinus (Hemiptera, Thaumastocoridae) no estado do Pará, Brasil

Saliba, Ivy Laura; Lunz, Alexandre Mehl; Batista, Telma Fátima; Schwartz, Gustavo.
Acta amaz.; 49(3): 179-182, July-Sept. 2019. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-24127

Resumo

Thaumastocoris peregrinus (Hemiptera, Thaumastocoridae) is a phytophagous pest of eucalyptus plantations. It was introduced in Brazil in 2008, and expanded rapidly due to its adaptive capacity to different climatic conditions. Eucalyptus has been planted in the Brazilian Amazon since the 1980s, being used in silvopastoral systems and for cellulose production. Since its introduction in the southernmost Brazilian state of Rio Grande do Sul, T. peregrinus has expanded its geographical distribution to 117 municipalities in states in the south (Rio Grande do Sul, Santa Catarina and Paraná), southeast (São Paulo, Espirito Santo, Rio de Janeiro and Minas Gerais), mid-west (Mato Grosso do Sul and Goiás) and northeast (Sergipe) of the country. Here we report the first record of T. peregrinus in the Brazilian Amazonian state of Pará.(AU)
Thaumastocoris peregrinus (Hemiptera, Thaumastocoridae) é uma praga fitófaga de plantios de eucalipto introduzida no Brasil em 2008. A espécie expandiu-se rapidamente devido à sua capacidade adaptativa a diferentes condições climáticas. O eucalipto vem se expandindo na Amazônia brasileira desde a década de 1980, sendo usado em sistemas silvipastoris e produção de celulose. Desde a sua introdução inicial no Rio Grande do Sul, T. peregrinus expandiu sua distribuição geográfica a 117 municípios nos estados sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), sudeste (São Paulo, Espirito Santo, Rio de Janeiro e Minas Gerais), centro-oeste (Mato Grosso do Sul e Goiás) e nordeste (Sergipe) do país. Aqui relatamos o primeiro registro de T. peregrinus no estado do Pará, Brasil.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1