Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Aspectos ecográficos e elastográficos utilizados como preditores de trabalho de parto em ovinos Revisão de literatura / Ultrasound and elastographic aspects used as predictors of lambing in sheep - A review

Rodriguez, Mariana Garcia Kako; Santos, Victor José Correia; Silva, Priscila Del Aguila da; Mariano, Renata Sitta Gomes; Maronezi, Marjury Cristina; Simões, Ana Paula Rodrigues; Gasser, Beatriz; Silva, Priscila; Uscategui, Ricardo Andres Ramirez; Feliciano, Marcus Antônio Rossi.
R. bras. Reprod. Anim.; 43(3): 765-771, jul.-set. 2019.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-24479

Resumo

A parturição prematura é fator relevante para a morbidade e mortalidade perinatal em humanos e a determinação da maturidade fetal é de extrema importância, principalmente em gestações de alto risco relacionadas à prematuridade. Em virtude dos estágios de desenvolvimento dos órgãos, em relação ao nascimento, serem semelhantes em ovinos e humanos, a espécie ovina tem sido utilizada como modelo experimental para estudos sobre a maturidade tecidual em conceptos, bem como para emprego de terapias pré-natais (corticosteróides) e suas respostas neste processo. Uma das técnicas que podem ser utilizadas para avaliação do desenvolvimento dos tecidos materno-fetais ovinos é a ultrassonografia, método seguro e não invasivo que fornece informações importantes quanto a maturidade fetal e aspectos maternos que podem contribuir para a determinação do momento do parto e consequente redução da morbidade e mortalidade neonatal em ovinos. Deste modo, esta revisão objetiva descrever aspectos fisiológicos maternos e fetais das últimas semanas gestacionais até o momento do parto em ovinos, assim como mostrar as diferentes técnicas ultrassonográficas utilizadas para a avaliação destas características, afim de auxiliar na identificação de um parto prematuro e/ou gestações de alto risco.(AU)
Premature birth is a relevant factor for perinatal morbidity and mortality in humans and the determination of fetal maturity is extremely important, especially in high-risk pregnancies related to prematurity. Because the stages of organ development in relation to birth are similar in sheep and humans, the ovine species has been used as an experimental model for studies on fetal tissue maturity, as well as for the use of prenatal therapies (corticosteroids) and its action during this process. One technique that can be used to evaluate the development of ovine maternal and fetal tissues is the ultrasound, wich is a safe and noninvasive method that provides important information about the moment of delivery, aids the determination of fetal maturity, the diagnosis of possible premature birth and consequently contributes to the reduction of neonatal morbidity and mortality. This review aims to describe the physiological aspects of the last gestational weeks until delivery, as well as to show the different ultrasound techniques used to assess fetal maturity in order to assist the identification of premature delivery and/or high risk pregnancies.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1