Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

In vitro evaluation of the association of chitosan and cashew nut shell liquid as additives for ruminants / Avaliação in vitro da associação de quitosana e líquido da casca da castanha de caju como aditivos para ruminantes

Pereira, Daniele Cristina; Goes, Rafael Henrique de Tonissi e Buschinelli de; Martinez, Antônio Campanha; Gandra, Jefferson Rodrigues; Presendo, Eduardo; Santos, Mariana Viegas dos; Oliveira, Raquel Tenório; Silva, Nayara Gonçalves da; Ribeiro, Max Gimenez; Alvez, Jefferson Leonardo Rocha.
R. bras. Saúde Prod. Anim.; 20: e05102019, Nov. 11, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-24677

Resumo

This study evaluated the in vitro digestibility of nutrients from different diets added with chitosan (Q), technic cashew nut shell liquid (LCC) and the association of Q and LCC. The treatments used consisted of 4 diets (forage: concentrate ratio of 100: 0, 50:50, 40:60 and 20:80) associated with 4 additives (control, chitosan, LCC and the association of Q + LCC), totaling 16 treatments, in a 4x4 factorial randomized block design. The dosages used were: Control (without additives), LCC (600mg/kg DM), Chitosan (900mg/kg DM), and LCCQ (600mg/kg LCC DM + 900mg/kg Chitosan DM). In the laboratory, samples were analyzed for IVDMD, IVNDFD, IVCPD, pH and RAN (ruminal ammonia nitrogen). For pH and RAN analyses, samples were taken at 0, 2, 4, 6 and 8 hours after incubation. The results showed higher digestibility of DM, NDF and CP for diets with chitosan and technic cashew nut shell liquid alone and higher pH and RAN values in the diets containing the two additives. The association of additives brings better results for animal nutrition and increases ruminant productivity.(AU)
Objetivou-se avaliar no presente trabalho a digestibilidade in vitro de nutrientes de diferentes dietas com a adição de quitosana (Q), líquido da casca da castanha de caju (LCC) e a associação entre Q e LCC. Os tratamentos utilizados foram constituídos de 4 dietas (relação volumoso:concentrado, 100:0, 50:50, 40:60 e 20:80) associadas com 4 aditivos (controle, quitosana, LCC e a associação entre ambos Q+LCCt), totalizando 16 tratamentos,distribuídas em delineamento em blocos ao acaso em esquema fatorial 4x4. As dosagens utilizadas foram: Controle (sem adição de aditivos), LCC (600mg/Kg de MS), Quitosana (900mg/Kg de MS), e o LCCQ (600mg/Kg de MS de LCC + 900mg/Kg de MS de quitosana). No laboratório foram avaliados a DIVMS, DIVFDN, DIVPB, pH e NAR (nitrogênio amoniacal ruminal). Para as análises de pH e NAR, foram coletadas amostras nas horas 0, 2, 4, 6 e 8 após a incubação. Os resultados encontrados mostraram maior digestibilidade de MS, FDN e PB para dietas que receberam quitosana e líquido da casca da castanha de caju de forma isolada e maiores valores de pH e NAR nas dietas que receberam os dois aditivos associados. Conclui-se que a associação dos aditivos traz melhores resultados para a nutrição animal e eleva a produtividade dos ruminantes.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1