Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Occurrence of Leishmania chagasi, Trypanosoma cruzi, Babesia canis vogeli, Anaplasma platys, and Ehrlichia canis in canine blood donors / Ocorrência de Leishmania chagasi, Trypanosoma cruzi, Babesia canis vogeli, Anaplasma platys e Ehrlichia canis em cães doadores de sangue

Cruz, Felipe Augusto Constantino Seabra da; Otsubo, Amanda Atsumy Funakawa; Trevisan, Yolanda Paim Arruda; Cruz, Thalita Priscila Peres Seabra; Almeida, Arleana do Bom Parto Ferreira de; Mendonça, Adriane Jorge; Nakazato, Luciano; Sousa, Valéria Régia Franco.
Semina ciênc. agrar; 38(1): 295-300, jan.-fev. 2017. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-24737

Resumo

The transfusion of blood components is common in a veterinary clinic; however, the safety of this therapeutic measure cannot always be guaranteed. Studies show a high risk of haemoparasite transmission during blood transfusion in canines. These parasites include Leishmania chagasi, Anaplasma platys, and Ehrlichia canis, which are endemic to the city of Cuiabá. This study aimed to evaluate the occurrence of L. chagasi, Trypanosoma cruzi, Babesia (canis) vogeli, A. platys, and E. canis in canine blood donor candidates, and identify possible factors associated with the infection of these agents. Sixty-six canines were evaluated using serologic and molecular tests, for the presence of the Leishmania species. While one canine sample showed a positive result for L. chagasi with indirect fluorescent antibody test, with titer of 1:40, and seven canine samples were positive using DPP, all other samples were negative when using PCR and ELISA. All canines were negative for T. cruzi when using PCR. The B. (c.) vogeli infection was identified in one canine and A. platys was identified in six canines. E. canis was identified in 17 canines, with a prevalence of 25.7%. There were no significant factors associated with the infection of the pathogens investigated. Given the observation of infection, even in the absence of clinical symptoms, emphasis must be placed on the need for the use of more sensitive and specific diagnostic methods for the screening of donor canines.(AU)
Administração de hemocomponentes é uma prática de rotina na clínica veterinária, entretanto, a segurança nessa medida terapêutica nem sempre é garantida. Estudos mostram risco elevado na transmissão de hemoparasitos pela transfusão sanguínea em cães. Dentre estes, Leishmania chagasi, Anaplasma platys e Ehrlichia canis são endêmicas no município de Cuiabá. Este estudo teve como objetivo avaliar a ocorrência de L. chagasi, Trypanosoma cruzi, Babesia (canis) vogeli, A. platys e E. canis em cães candidatos a doadores de sangue e identificar os possíveis fatores associados à infecção pelos referidos agentes. Dos 66 cães avaliados por exames sorológicos e moleculares para Leishmania sp, um cão reagiu na IFI na titulação 1:40 para L. chagasi., sete no DPP, e todos negativos na PCR e ELISA. Todos os cães foram negativos na PCR para T. cruzi. Foi identificada infecção por Babesia (c.) vogeli em apenas um cão e seis para A. platys. E. canis foi diagnosticado em 17 cães, com ocorrência de 25,7%. Não foram observados fatores associados significativamente à infecção pelos patógenos pesquisados. Diante da observação da infecção mesmo na ausência de alterações clínicas, ressalta-se o uso de métodos diagnósticos mais sensíveis e específicos na triagem de cães doadores.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1