Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Fatal systemic Mortierella wolfii infection in a neonatal calf in southern Brazil / Infecção sistêmica fatal por Mortierella wolfii em um bezerro neonato na região Sul do Brasil

Bianchi, Ronaldo Michel; Vielmo, Andréia; Schwertz, Claiton Ismael; Cabreira, Adan; Rocha, Jéssica Goulart da; Siqueira, Franciele Maboni; Pavarini, Saulo Petinatti.
Ci. Rural; 50(1): e20190557, Jan. 31, 2020. ilus, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-25081

Resumo

This study described the pathological and microbiological aspects of a fatal systemic Mortierella wolfii infection in a neonatal calf in southern Brazil. The calf was born clinically normal, but on the third day of life it presented apathy, unilateral hypopyon, and neurological signs, and in the next day it was euthanized. At necropsy, multiple soft, and white-yellow nodules were observed in the liver, spleen, kidneys, mesenteric lymph nodes, heart, and lungs. In the brain, reddish, and friable areas were found. In the eye, there were anterior and posterior synechiae, diffuse thickening of choroid, and anterior chamber filled by whitish and friable material. Microscopically, areas of necrosis, pyogranulomatous inflammation, vasculitis, thrombosis, and intralesional fungal hyphae were observed, and the latter were better evidenced through Grocott Methenamine Silver technique. The fungus was identified as M. wolfii through mycological culture and molecular methods. To our knowledge, this is the first description of systemic disease caused by M. wolfii in a neonatal calf outside of Oceania.(AU)
Descrevem-se os aspectos patológicos e microbiológicos de uma infecção sistêmica fatal por Mortierella wolfii em um bezerro neonato na região Sul do Brasil. O bezerro nasceu clinicamente normal, porém no terceiro dia de vida apresentou apatia, hipópion unilateral e sinais neurológicos, e no dia seguinte foi submetido à eutanásia. Na necropsia, foram observados múltiplos nódulos macios e branco-amarelados no fígado, baço, rins, linfonodos mesentéricos, coração e pulmões. No encéfalo, havia áreas avermelhadas e friáveis. No olho, notou-se sinéquia anterior e posterior, espessamento difuso da coroide, e câmara anterior preenchida por material brancacento e friável. Histologicamente, foram observadas áreas de necrose, inflamação piogranulomatosa, vasculite, trombose e hifas fúngicas intralesionais, que foram melhor visualizadas por meio da técnica de Prata Metenamina de Grocott. O fungo foi identificado como M. wolfii por meio da cultura micológica e técnicas moleculares. Com base no conhecimento dos autores, este é o primeiro relato de doença sistêmica causada por M. wolfii em um bezerro neonato fora da Oceania.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1