Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Salmonellosis in calves without intestinal lesions / Salmonelose em bezerros sem manifestações intestinais

Guizelini, Carolina C; Pupin, Rayane C; Leal, Cássia R. B; Ramos, Carlos A. N; Pavarini, Saulo P; Gomes, Danilo C; Martins, Tessie B; Lemos, Ricardo A. A.
Pesqui. vet. bras; 39(8): 580-586, Aug. 2019. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-25178

Resumo

Salmonellosis is a known cause of enteric disorders in calves. However, cases in the septicemic form may not present enteric lesions, which may lead the veterinary practitioner to not suspect salmonellosis, compromising the diagnosis. The current study describes the epidemiological, clinical, pathological and immunohistochemical aspects of septicemic salmonellosis in calves without enteric lesions. The protocols involving bovine material submitted to the Pathology Laboratory (LAP) of the "Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia" (FAMEZ) of the "Universidade Federal do Mato Grosso do Sul" (UFMS) from January 1995 to July 2018 were studied. Cases confirmed or suggestive of septicemic salmonellosis in calves without enteric manifestations were selected. Fragments of the liver, lung, and spleen embedded in paraffin were submitted to immunohistochemistry (IHC). Only cases in which there was positive marking on the IHC or culture isolation of Salmonella were included in this study. Of a total of 5,550 cattle examined in the period, ten presented septicemic salmonellosis without enteric lesions. Clinical signs included mucosal pallor, apathy, hyperthermia, and dyspnea. Only three calves presented diarrhea, and two were found dead before clinical changes were observed. The most common necropsy findings were hepatosplenomegaly; yellow, orange or brown discolored livers; pale mucous membranes; inflated and sometimes red lungs; fibrin or fluid within body cavities; and gallbladder filled with inspissated bile. Jaundice was observed in three calves that had a concomitant infection with Anaplasma sp. Microscopically, paratyphoid hepatic nodules and interstitial pneumonia were the most frequent manifestations, followed by thrombosis and bacterial colonies in the spleen, lung, liver, and brain. A strong positive marking was observed in IHC, predominantly in the lung and to a lesser extent in the liver. Polymerase chain reaction (PCR) indicated the Dublin serotype as the causative agent in the samples of the four calves submitted to this procedure. In calves, the septicemic form was the major cause of death due to salmonellosis. Septicemic salmonellosis was usually not accompanied by diarrhea. The clinical signs of septicemia are nonspecific and of little assistance in the diagnosis. IHC has been shown to be efficient in the detection of the agent, mainly in the lung and especially in situations where it is not possible to perform bacterial culture.(AU)
A salmonelose é uma causa conhecida de distúrbios entéricos em bezerros. Porém, casos na forma septicêmica podem não apresentar manifestação entérica, o que leva o médico veterinário a não suspeitar de salmonelose, comprometendo o diagnóstico. Este estudo descreve os aspectos epidemiológicos, clínicos, patológicos e imuno-histoquímicos da salmonelose septicêmica em bezerros sem lesões entéricas. O estudo foi realizado a partir dos protocolos referentes a materiais de bovinos enviados para diagnóstico ao Laboratório de Anatomia Patológica (LAP) da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEZ) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) de janeiro de 1995 a julho de 2018. Foram selecionados os casos de bezerros confirmados ou sugestivos de salmonelose septicêmica sem lesões entéricas. Fragmentos de fígado, pulmão e baço embebidos em parafina foram submetidos ao exame de imuno-histoquímica (IHQ). Somente foram incluídos neste estudo casos em que houve marcação positiva na IHQ ou isolamento da bactéria em cultura. De um total de 5.550 bovinos examinados no período, dez apresentaram salmonelose septicêmica sem lesão entérica. Os sinais clínicos incluíram palidez de mucosas, apatia, hipertermia e dispneia. Apenas três bezerros apresentaram diarreia e dois foram encontrados mortos sem terem sido observadas alterações clínicas. Os achados mais frequentes de necropsia foram hepatoesplenomegalia, fígado amarelado, alaranjado ou acastanhado, palidez de mucosas, pulmões inflados e, por vezes, vermelhos, fibrina ou líquido nas cavidades do organismo e vesícula biliar repleta de bile grumosa. Icterícia foi observada em três bezerros que apresentavam infecção concomitante por Anaplasma sp. Microscopicamente, os nódulos paratifoides hepáticos e pneumonia intersticial foram as manifestações mais encontradas, seguidas por trombose e colônias bacterianas no baço, pulmão, fígado e encéfalo. Na IHQ, marcação fortemente positiva foi observada, predominantemente, no pulmão e, em menor intensidade, no fígado. A técnica de reação em cadeia de polimerase (PCR) tipificou o sorotipo Dublin como agente etiológico nas amostras dos quatro bezerros submetidos a este procedimento. Em bezerros, a forma septicêmica foi a principal responsável pelas mortes por salmonelose. Na maioria das vezes essa forma não estava acompanhada por diarreia. Os sinais clínicos da forma septicêmica são inespecíficos e de pouco auxílio no direcionamento do diagnóstico. A IHQ mostrou-se eficiente na detecção do agente principalmente no pulmão e especialmente nas situações em que não é possível a realização da cultura bacteriana.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1