Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Correção de hérnia perianal em cão utilizando tela de polipropileno / Correction of perianal hernia using polypropylene screen in dog

Silva, Humberto Franco; Ferraz, Richard Elâino de Oliveira; Silva, Michelle Costa e; Vago, Paula Bittencourt.
Ci. Anim.; 29(4): 135-144, 2019. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-25386

Resumo

A hérnia perineal resulta do enfraquecimento e separação dos músculos que formam o diafragma pélvico, promovendo deslocamento caudal de órgãos abdominais ou pélvicos no períneo. Os sinais clínicos mais comuns incluem tumefação da região perineal, tenesmo, disquesia, incontinência urinaria e/ou fecal, anúria e êmese devido a envolvimento urinário e/ou intestinal. O diagnóstico baseia-se no histórico clínico, anamnese, exame físico e exames complementares como radiografia simples ou contrastada e ultrassonografia. O objetivo desse trabalho foi relatar a eficácia do uso da tela de polipropileno na correção de hérnia perineal em paciente da espécie canina. Foi encaminhado ao Hospital Veterinário Metropolitano (HVM) de Caucaia, um canino, da raça Pastor Alemão, macho, 36 kg e 7 anos de idade, apresentando sintomas como apatia, anorexia, tenesmo e aumento da região perianal. A suspeita clínica de hérnia perianal foi confirmada pelo exame ultrassonográfico. O tratamento cirúrgico foi indicado pela técnica de herniorrafia com fixação de tela de polipropileno. Durante o procedimento cirúrgico foi observado um nódulo em meio as estruturas, o qual foi retirado e enviado ao estudo histopatológico. O resultado indicou um quadro de necrose de tecido adiposo (adiponecrose). Para o fechamento do orifício da hérnia, utilizou-se tela de polipropileno fixada com nylon 2.0 em padrão simples interrompido e, posteriormente, foi realizada a orquiectomia. No pósoperatório, fez-se uso de amoxicicilina, cetoprofeno e tramadol. O paciente recebeu alta após 48 horas seguidas do ato cirúrgico, e corridos 12 dias, o animal não apresentou recidiva. Diante do caso relatado, pode-se concluir que a técnica de herniorrafia perineal com tela de polipropileno, associada à orquiectomia, constitui-se em procedimento eficaz sem apresentação de recidivas.(AU)
Perineal hernia results from the weakening and separation of the muscles that form thepelvic diaphragm, promoting caudal displacement of abdominal or pelvic organs in the perineum. The most common clinical signs include perineal region swelling, tenesmus, dyskinesia, urinary and / or fecal incontinence, anuria and emesis due to urinary and / or intestinal involvement. Diagnosis is based on clinical history, anamnesis, physical examination and complementary exams such as simple or contrast radiography and ultrasonography. The objective of this study was to report the surgical treatment for the correction of perineal hernia in a dog through the use of synthetic polypropylene mesh. A canine, German Shepherd dog, male, 36 kg and 7 years old, was submitted to the Metropolitan Veterinary Hospital (HVM), presenting symptoms of apathy, anorexia, tenesmus and an increase in the perianal region. Clinical suspicion of perianal hernia was confirmed by ultrasonographic examination. The surgical treatment was indicated by the herniorrhaphy technique with polypropylene mesh fixation. During the surgical procedure, a nodule was observed between the structures, which was removed and sent to the histopathological study. The result indicated an adipose tissue necrosis (adiponecrosis). In order to close the hernia hole, a polypropylene mesh was fixed with nylon 2.0 in a simple interrupted pattern and then the orchiectomy was performed. Postoperatively, amoxicillin, ketoprofen and tramadol were used. The patient was discharged 48 hours after the surgical procedure, and after 12 days, the animal did not present a recurrence. In view of thereported case, it can be concluded that the technique of perineal herniorrhaphy with polypropylene mesh, associated with orchiectomy, constitutes an effective procedure without relapses.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1