Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Reticulose pagetoide em um cão: relato de caso / Pagetoid reticulosis in a dog: case report

Mazaro, R. D; Luz, F. S; Lorensetti, D. M; Hartmann, G; Fighera, R. A.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 71(3): 883-888, May-June 2019. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-25523

Resumo

Reticulose pagetoide é a expressão utilizada para uma das mais raras formas de linfoma descritas em cães. Trata-se de um distúrbio linfoproliferativo cutâneo que emerge de linfócitos T intraepidérmicos. Descreve-se aqui um caso de reticulose pagetoide com apresentação localizada, muito semelhante à doença de Woringer-Kolopp dos humanos, que acometeu um cão, Boxer, fêmea de 10 anos de idade. O paciente foi atendido devido ao aparecimento de um nódulo na região nasolabial, com evolução clínica de cerca de 30 dias. Histologicamente o nódulo era composto por uma proliferação linfoide intraepidérmica e anexal. Os linfócitos neoplásicos, células T confirmadas por meio da imunomarcação positiva para CD3 e negativa para CD79, eram grandes células redondas e monomórficas. Apesar de rara, a reticulose pagetoide é um distúrbio linfoproliferativo de fácil suspeita com base apenas na morfologia celular. Esse neoplasma deverá ser lembrado sempre que um padrão linfoide intraepidérmico estiver presente.(AU)
Reticulosis pagetoide is an expression used for one of the rare forms of lymphoma described in dogs. It is a cutaneous lymphoproliferative disorder that emerges from intraepidermal T-cells. We describe a case of pagetoid reticulosis with localized presentation, very similar to Woringer-Kolopp's disease in humans, which affected a 10-year-old Boxer female. The patient was seen due to the appearance of a nodule in the nasolabial region with clinical evolution of about 30 days. Histologically, it was composed of an intraepidermal and annexal lymphoid proliferation. Neoplastic lymphocytes, T-cells confirmed by CD3-positive and CD79-negative immunolabeling, were large, round, and monomorphic cells. Although rare, pagetoid reticulosis is an easily suspected lymphoproliferative disorder based only on cell morphology. This neoplasm should be remembered whenever an intraepidermal lymphoid pattern is present.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1