Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Field corn yield in response to humic acids application in the absence or presence of liming and mineral fertilization / Produtividade de milho em resposta à aplicação de ácidos húmicos na ausência e na presença de calagem e adubação mineral

Baldotto, Marihus Altoé; Melo, Raphael Oliveira de; Baldotto, Lílian Estrela Borges.
Semina Ci. agr.; 40(6,supl.2): 3299-3304, 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-25840

Resumo

Corn cultivation continually demands new technologies, since average yields can still be increased. This study aimed to evaluate the response of high-yield corn to humic acids, isolated from organic manure compost, with or without the application of lime and fertilizer. The experiment was conducted at Milhão® (http://www.omilhao.com.br) in Florestal, Minas Gerais State, Brazil. Three treatments were used: (a) control, without liming, fertilization, or humic acids; (b) conventional farm cultivation, with liming and fertilization; (c) liming, fertilization, and humic acids applied to seeds. The experiment design was a randomized block with five replicates (fifteen experimental units). Lime was applied at 1.6 Mg ha-1, incorporated into total area. Fertilization treatments included 300 kg ha-1 NPK 08-28-16 at sowing, and 500 kg ha-1 NPK 20-00-20 in coverage. The concentration of humic acids used in both seed treatment was 10 mmol L-1 of C. Biometrics and biomass productivity were evaluated at harvest time. Humic acids, whether applied as a seed coating, increased yield by ~15% higher than conventional farm cultivation, and this difference was statistically significant. Therefore, the use of humic acids based plant regulators is positive and complementary to the inputs generally used for corn yield.(AU)
O cultivo do milho demanda continuamente novas tecnologias, uma vez que a produtividade média pode ainda ser aumentada. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a produtividade de milho verde em resposta à aplicação de ácidos húmicos isolados de composto orgânico de esterco bovino em condições de campo, na ausência e presença de calagem e adubação mineral, em lavoura alto rendimento. O experimento foi desenvolvido na área de produção da empresa O Milhão® (http://www.omilhao.com.br), em Florestal-MG. Foram esquematizados três tratamentos: (a) controle, sem calagem, fertilização e aplicação de ácidos húmicos; (b) cultivo convencional da fazenda, calagem e fertilização; (c) calagem, adubação e aplicação de ácidos húmicos nas sementes. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com cinco repetições (quinze unidades experimentais). Foram aplicados 1,6 Mg ha-1 de calcário, incorporados em área total. A adubação consistiu na aplicação de 300 kg ha-1 de NPK 08-28-16 no plantio e de 500 kg ha-1 de NPK 20-00-20 em cobertura. A concentração de ácidos húmicos usada no tratamento de sementes foi de 10 mmol L-1 de C. A biometria e a produtividade foram avaliadas no momento da colheita do milho. Os resultados mostraram efeitos significativos dos ácidos húmicos aplicados nas sementes, incrementando cerca de 15% a produtividade sobre o sistema convencional da fazenda. Assim, o uso de biorreguladores a base de ácidos húmicos é positivo e complementar frente aos insumos geralmente utilizados para a produção de milho.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1