Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Prepartum lameness on subsequent lactation in Holstein dairy cows / Impactos da claudicação pré-parto na lactação subsequente de vacas leiteiras da raça Holandês

Barbosa, Antônio Amaral; Araújo, Maria Carolina Narval de; Krusser, Rafael Herbstrith; Martins, Charles Ferreira; Schmitt, Eduardo; Rabassa, Viviane Rohrig; Pino, Francisco Augusto Burkert Del; Brauner, Cássio Cassal; Corrêa, Marcio Nunes.
Ci. Rural; 50(5): e20190333, Apr. 17, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-26028

Resumo

The aim of this study was to confirm the possible consequences of prepartum lameness on subsequent lactation among Holstein cows. In this research, 27 multiparous cows, were monitored from the 30th to 63rd day, relative to calving. Thirty days prior to parturition, the animals were segregated into two groups based on the locomotion score (LS), where LS 1 is attributed to animals without claudication, LS 2 to those with suspected lameness and LS 3, 4 and 5 to those with mild, moderate and severe lameness, respectively; in the lame cows group (LC) (n=15), the animals displayed LS ≥ 3, whereas in the non-lame cows group (NLC) (n=12) they showed LS 1. Milk production, body condition score (BCS) and blood concentration levels of β-hydroxybutyrate (BHB), urea, phosphorus, calcium aspartate aminotransferase (AST), gamma glutamyl transferase (GGT) and total plasma proteins (PPT) were evaluated. Milk production (17.675 ± 0.31 L of milk/day) and blood calcium concentration (7.42 ± 0.12 mg/dL) were lower in the lame cows in comparison to those without lameness (22.27 ± 0.42 L of milk/day and 9.63 ± 0.13 mg/dL). Besides, the lame cows showed higher BCS loss during the early postpartum period. The metabolites AST, GGT, PPT, urea, BHB and phosphorus revealed no difference between the groups during the period evaluated. The lameness evident in cows during prepartum exerted major negative effects on the milk production and calcemia, making the LS evaluation during these period an important tool in the early diagnosis of losses for future lactation.(AU)
O objetivo deste estudo foi verificar as consequências da claudicação no período pré-parto no início da lactação subsequente de vacas da raça Holandês. Vinte e sete vacas multíparas foram monitoradas do dia -30 até o dia 63 em relação ao parto. Trinta dias antes do parto os animais foram divididos em dois grupos de acordo com classificação de escore de locomoção (EL) em que EL é atribuído ao animal sem claudicação, EL 2 suspeito de claudicar e EL 3, 4 e 5 representam claudicação leve, moderada e severa, respectivamente. No grupo de vacas claudicantes (n=15) os animais apresentavam EL ≥3 e no grupo controle (n=12) apresentavam EL de 1. Foi mensurada a produção de leite, escore de condição corporal (ECC) e as concentrações sanguíneas de β-hidroxibutirato (BHB), ureia, fósforo, cálcio, aspartato aminotransferase (AST), gama glutamil transferase (GGT) e proteínas plastmáticas totais (PPT). A produção média de leite das vacas claudicantes (17,675 ± 0,31 L/dia) e concentração de cálcio sanguíneo (7,42 ± 0,12 mg/dL) foram menores quando comparadas com as não-claudicantes (22,27 ± 0,42 L/dia e 9,63 17,675 ± 0,13 mg/dL). Além disso, vacas claudicantes perderam mais ECC no pós-parto recente. Os metabólitos AST, GGT, PPT, ureia, BHB e fósforo não diferiram entre grupos durante o período avaliado. A claudicação evidente em vacas no pré-parto apresenta grandes reflexos negativos na produção de leite e calcemia desses animais, tornando o EL pré-parto uma ferramenta importante no diagnóstico precoce de prejuízos na futura lactação.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1