Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effects of transrectal medicinal ozone in horses - clinical and laboratory aspects / Efeitos do ozônio medicinal transretal em cavalos - aspectos clínicos e laboratoriais

Jaramillo, F. M; Vendruscolo, C. P; Fülber, J; Seidel, S. R. T; Barbosa, A. P; Baccarin, R. Y. A.
Arq. bras. med. vet. zootec; 72(1): 56-64, Jan.-Feb. 2020. graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-26550

Resumo

Ozone (O3) therapy has been used for medical procedures for centuries; however, there are no extensive studies on its utilization in horses. This study aimed to evaluate the application of transrectal O3 on horses by physical and laboratorial evaluation, and production of reactive oxygen species (ROS). Sixteen healthy horses were separated in two groups: a control group (CG) and a group treated with O3 (TG). The TG animals received 1L of an oxygen and O3 mixture transrectally. The initial dose was 10µg/ml for the first two applications, 15µg/ml for the following two applications, and 20µg/ml for the next six applications. The CG animals received 1L of oxygen transrectally. In TG animals no variations in the physical examination were detected; furthermore, TG animals did not exhibit changes in biochemical evaluation results, fibrinogen concentrations, or ROS production. TG animals had increased red blood cell counts, hemoglobin concentrations, and packet cell volume values in comparison to the baseline and CG values. We could infer that O3 affected the red blood cell counts and improved rhetological properties of the blood. The transrectal application of O3 in horses is safe and can indirectly improve the oxygenation and metabolism of tissues.(AU)
A utilização medicinal do ozônio (O3) é secular, contudo não existem estudos expressivos de sua utilização em equinos. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da aplicação transretal de O3 em equinos por meio da avaliação física, laboratorial, e produção de espécies reativas de oxigênio (EROs). Dezesseis equinos hígidos foram separados em dois grupos: grupo controle (GC) e grupo tratado com O3 (GT). O GT recebeu por via retal 1L da mistura de oxigênio e ozônio, sendo a dose inicial de 10µg/ml por duas aplicações, 15µg/ml por mais duas aplicações e 20µg/ml por seis aplicações. O GC recebeu 1L de oxigênio via transretal. No GT não foram observadas alterações no exame físico, bem como não foram observadas alterações na avaliação bioquímica, concentração de fibrinogênio e produção de EROs. O GT apresentou aumento no número de hemácias, na concentração de hemoglobina, e nos valores de hematócrito em relação aos valores basais e GC. Podemos inferir que o O3 alterou os valores de eritrócitos e melhorou as propriedades reológicas do sangue. Conclui-se que a aplicação transretal de 03 em equinos é segura e pode melhorar indiretamente a oxigenação e metabolismo dos tecidos.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1