Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Hematological and biochemical profiles of Mangalarga Marchador mares in the transition period bred on pasture / Perfis hematológico e bioquímico de éguas da raça Mangalarga Marchador no período de transição mantidas a pasto

Silva, M. O; Ribeiro Filho, J. D; Dantas, W. M. F; Valente, F. L; Ribeiro, B. M; Ermita, P. A. N; Monteiro, L. C; Costa, C. M; Silva, G. M. M; Alves, S. R; Avanza, M. F. B; Santos, P. V. M; Manso Filho, H. C.
Arq. bras. med. vet. zootec; 71(6): 1765-1772, Nov.-Dec. 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-26578

Resumo

The present study aimed to evaluate the effects of the transition period on hematological and biochemical constituents in Mangalarga Marchador mares. Forty-eight mares were used to form a maintenance group (MG) and transition group (TG), formed by pregnant mares and, after delivery, infants. Blood samples were collected at the following times: T-60 (60 d pre-delivery), T-30 (30 d pre-delivery), T-15 (15 d pre-delivery), T0 (first 6h post-delivery), T15 (15 d post-delivery), T30 (30 d post-delivery), and T60 (60 d post-delivery). The TG had lower values (P< 0.05) of red blood cells, hematocrit and hemoglobin at T0, T15, T30 and T60 times than MG. The mean corpuscular volume was lower in MG (P< 0.05) than in TG (T0, T15, T30 and T60) and mean corpuscular hemoglobin concentration was higher (P< 0.05) in MG than in TG (T15, T30 and T60). On the other hand, the diameter distribution of red blood cells presented a lower value (P< 0.05) in MG than in TG (T15 and T30). Mares in transition period presented regenerative anemia. The results demonstrate physiological metabolic variations of different intensities during pregnancy, delivery and early lactation.(AU)
O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do período de transição em constituintes hematológicos e bioquímicos em éguas Mangalarga Marchador. Foram utilizadas 48 éguas para formar um grupo de manutenção (GM) e um grupo de transição (GT), composto por éguas gestantes e, após o parto, lactentes. Amostras de sangue foram coletadas nos seguintes tempos: T-60 (60 dias pré-parto), T-30 (30 dias pré-parto), T-15 (15 dias pré-parto), T0 (seis primeiras horas pós-parto), T15 (15 dias pós-parto), T30 (30 dias pós-parto) e T60 (60 dias pós-parto). O GT apresentou valores menores (P<0,05) de hemácias, hematócrito e hemoglobina, nos tempos T0, T15, T30 e T60, do que o GM. O volume corpuscular médio foi menor no GM (P<0,05) do que no GT (T0, T15, T30, T60) e a concentração corpórea de hemoglobina corpórea foi maior (P<0,05) no GM do que no GT (T15, T30, T60). Por outro lado, a distribuição do diâmetro dos eritrócitos apresentou um valor menor (P<0,05) no GM do que no GT (T15 e T30). Éguas em período de transição apresentam anemia regenerativa. Os resultados demonstram variações metabólicas de diferentes intensidades durante a gestação, o parto e o início de lactação.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1