Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Avaliação metabólica de um dispositivo intravaginal polimérico para a administração de cálcio e magnésio em ruminantes / Metabolic evaluation of a polymer intravaginal device for the administration of calcium and magnesium in ruminants

Silva, G. P. T; Farias, L. B; Pereira, R. A; Corrêa, M. N; Pino, F. A. B. Del; Brauner, C. C.
Arq. bras. med. vet. zootec; 72(1): 153-160, Jan.-Feb. 2020. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-26621

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar a disponibilidade de cálcio (Ca2+) a partir de duas formas farmacêuticas (oral e intravaginal) e o seu efeito sobre o metabolismo de ruminantes. O estudo foi realizado na fazenda experimental da Universidade Federal de Pelotas, foram estudadas 24 ovelhas lactantes, divididas de forma randomizada em 4 grupos: dispositivo tratamento (DT); dispositivo controle (DC); oral tratamento (OT); e oral controle (OC). Os animais tratados receberam formiato de cálcio e cloreto de magnésio, as avaliações foram realizadas após a administração dos tratamentos. Foi feita avaliação de cálcio total (CaT), magnésio (Mg), proteínas plasmáticas totais (PPT), aspartato aminotransferase (AST), gama glutamil transpeptidase (GGT), ureia, albumina e pH urinário, e realizado exame clínico em todos os animais. As concentrações séricas de CaT, CaI e Mg diferiram entre os grupos (P≤ 0,05), os animais dos grupos DT e DC, diferiram nas três avaliações, o grupo DT apresentou as maiores médias, sendo significativamente igual ao grupo OT. Não houve diferença nas concentrações séricas de PPT, AST, GGT, Albumina, Ureia e pH urinário. Conclui-se que a disponibilidade sanguínea de CaT, CaI e Mg é igual quando a administração de formiato de cálcio e magnésio é por via intravaginal ou por via oral, sem alterar outros parâmetros metabólicos avaliados.(AU)
The aim of the study was to evaluate the availability of calcium (Ca2+) from two pharmaceutical forms (oral and intravaginal) and its effect on the metabolism of ruminants. The study was carried out at the experimental farm of the Federal University of Pelotas. Twenty-four lactating ewes were randomly divided into 4 groups: treatment device (TD); control device (DC); oral treatment (OT); and oral control (OC). Treated animals received calcium formate and magnesium chloride, evaluations were performed after administration of the treatments. Total calcium (CaT), magnesium (Mg), total plasma proteins (PPT), aspartate aminotransferase (AST), gamma glutamyl transpeptidase (GGT), urea, albumin and urinary pH, and clinical examination were performed on all animals. Serum CaT, CaI and Mg levels differed between the groups (P≤ 0.05), the animals in the DT and DC groups differed in the three evaluations, the DT group had the highest mean values, being significantly equal to the OT group. There was no difference in the serum concentrations of PPT, AST, GGT, Albumin, Urea and urinary pH. In conclusion, the blood availability of CaT, CaI and Mg is the same when administration of calcium and magnesium formate is intravaginal or orally, without altering other metabolic parameters evaluated.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1