Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Prevalence of Angiostrongylus cantonensis and Angiostrongylus costaricensis in Achatina fulica snails in the municipality of São Bernardo do Campo (SP, Brazil) / Prevalência de Angiostrongylus cantonensis e Angiostrongylus costaricensis em caramujos Achatina fulica na cidade de São Bernardo do Campo (SP, Brasil)

Cardoso, C. V; Vaccas, D. C; Bondan, E. F; Martins, M. F. M.
Arq. bras. med. vet. zootec; 72(1): 273-276, Jan.-Feb. 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-26633

Resumo

Angiostrongylus cantonensis e Angiostrongylus costaricensis são nematoides parasitas que residem em roedores e usam gastrópodes como hospedeiros intermediários. Achatina fulica, conhecida como caramujo-gigante-africano, é um hospedeiro intermediário que desempenha importante papel na dispersão de A. cantonensis e A. costaricensis, patógenos zoonóticos que causam, respectivamente, meningoencefalite eosinofílica e angiostrongilíase abdominal em humanos. O objetivo deste estudo foi o de coletar caramujos (A. fulica, n=90) de oito regiões diferentes (Rudge Ramos, Baeta Neves, Planalto, Demarchi, Dos Alvarengas, Batistini, Montanhão, Rio Grande) da cidade de São Bernardo do Campo (SP) para detecção molecular de A. cantonensis ou A. costaricensis pela técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR). As amostras foram processadas em pools (n=25) segundo a região de coleta. Com exceção da região de Baeta Neves, as demais apresentaram caramujos infectados com larvas de nematoides. Seis regiões apresentaram amostras positivas para A. cantonensis. Quatorze (56%) das 25 amostras em pool apresentaram larvas de nematoides, e 52% delas (13/25) foram positivas para A. cantonensis. Nenhuma amostra positiva para A. costaricensis foi encontrada. A presença de A. fulica naturalmente infectada por A. cantonensis deve servir como um alerta para as autoridades de saúde pública sobre o risco potencial de infecção para humanos.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1