Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Simulation model for bull: cow ratio in beef cattle / Modelo de simulação para a relação touro: vaca em bovinos de corte

Filipini, Valdir Trindade; Isola, José Victor Vieira; Neves, Adriana Pires; Barbosa, Marlon Risso; Wienke, Barbara Cristina dos Santos; Scherer, Natálie Pontes; Fontoura Júnior, José Acélio Silveira da.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 57(3): e164061, 2020. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-26855

Resumo

The most used reproduction method in beef cattle in Brazil is natural breeding, which corresponds to 84% of calves born. Breeders adopt the bull:cow ratio of 1:25, which results in a sub utilization of bulls, making natural breeding antieconomic and underestimating the reproductive ability of competent bulls. The bull:cow ratio is determined by several factors, such as climate and nutrition, but the most determining factor is the fertility of the bull, estimated with more precision through breeding soundness examination of bulls. The aim of this study was to develop a simulation model as an aid to choose the best bull:cow ratio according to the combination of the many factors that determine this ratio. It is a conceptual, empiric, static, and determinist model which, through the processing of the input data, simulates the best BCR. Developed on the Vensim PLE 6.1 software, the model describes variables related to bulls and cows. Two equations were generated to predict the mating potential of males. In the same way, according to the reproductive status of females, equations were generated to predict the cyclicity rate of the cows. The sum of these equations originated the one that determines BCR according to the reproductive status of females. This model might serve as a tool to support decisions as to the best BCR and could be used with several combinations of models ́ characteristics.(AU)
O método de reprodução mais utilizado em bovinos de corte no Brasil é a monta natural, que corresponde a 84% dos bezerros nascidos. Os criadores adotam a relação touro:vaca de 1:25, o que resulta em uma subutilização de touros, tornando a reprodução natural antieconômica e subestimando a capacidade reprodutiva de touros competentes. A proporção touro:vaca é determinada por alguns fatores, como clima e nutrição, mas o principal fator determinante é a fertilidade do touro, estimada de forma mais precisa por meio do exame andrológico. O objetivo deste estudo foi construir um modelo de simulação como auxílio para a escolha da melhor relação touro:vaca de acordo com a combinação dos diversos fatores que determinam essa relação. É um modelo conceitual, empírico, estático e determinista que, por meio do processamento dos dados de entrada, simula a melhor relação touro:vaca. O modelo foi desenvolvido no software Vensim PLE 6.1. e descreve variáveis relacionadas a touros e vacas. Duas equações foram geradas para prever o potencial de acasalamento dos machos. Da mesma forma, de acordo com a condição reprodutiva das fêmeas, foram geradas equações para prever a taxa de ciclicidade delas. A soma dessas equações originou o que determina a relação touro:vaca de acordo com a condição reprodutiva das fêmeas. Esse modelo pode servir como um recurso para apoiar a decisão sobre a melhor relação touro:vaca e pode ser usado com várias combinações de características dos modelos.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1