Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Efficacy of three methods used to control staphylococcal mastitis in dairy goats / Eficácia de três métodos empregados no controle da mastite estafilocócica em cabras leiteiras

Leite, José Américo Barros; Araújo, Renata de Moraes Peixoto; Peixoto, Rodolfo de Moraes; Nogueira, Daniel Maia; Costa, Mateus Matiuzzi da.
Semina Ci. agr.; 41(6): 2825-2832, nov.-dez. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27077

Resumo

Goat and sheep farming in Brazil relies on an expressive herd, especially in the Northeast region of the country, where small ruminants constitute a relevant economic activity, with milk production being an important source of income in some dry areas of the Northeastern states. However, there are still some sanitary problems in the management of dairy goats, among which mastitis is highlighted, especially that of the subclinical type. Therefore, the aim of this study was to evaluate the use of antibiotics, exclusively or in combination with vaccines, in the control of sub-clinical mastitis in small ruminants. The study was conducted on a rural property located in Santa Maria da Boa Vista-PE. Fifty-three female Saanen dairy goats were allocated into four experimental groups. An antibiotic therapy with a commercial antimicrobial based on cloxacillin was used in group 1. Group 2 received the commercial vaccine indicated for herds with an incidence of Staphylococcus strains and the same antibiotic described for Group 1. Group 3 was evaluated for the exclusive use of vaccination, and Group 4 was the control group. A microbiological examination of the milk was carried out to confirm cases of mastitis. The percentage of udders, infected by coagulase-negative Staphylococcus spp. (CNS) before and after the antibiotic + vaccine treatment was 42.8 and 7.1%, respectively. It was observed that the cloxacillinbased antibiotic could be used alone or in combination with mastitis vaccines to control staphylococcal mastitis in small ruminants. Vaccination alone was not effective in reducing the number of mastitis cases; therefore, a cross reaction against CNS was not observed. Thus, further studies to determine the potential of vaccines to control sub-clinical mastitis in small ruminants are necessary.(AU)
A caprinovinocultura brasileira dispõe de um expressivo rebanho, principalmente na região Nordeste do país, onde os pequenos ruminantes constituem uma relevante atividade econômica sendo a produção de leite uma importante fonte renda em algumas zonas secas dos estados do Nordeste. No entanto, ainda existem alguns problemas de ordem sanitária no manejo de cabras leiteiras, dentre esses, tem-se a mastite, principalmente aquela do tipo subclínica. Portanto, objetivou-se com este trabalho avaliar o uso isolado ou combinação de antibióticos e vacinas no controle da mastite em pequenos ruminantes. O estudo foi realizado em uma propriedade localizada no município de Santa Maria da Boa Vista - PE. Um total de 53 fêmeas leiteiras Saanen foram divididas em quatros grupos experimentais. No grupo 01 foi utilizada a antibioticoterapia, com antimicrobiano comercial a base de cloxacilina. O grupo 02 recebeu vacina comercial indicada para rebanhos com incidência de cepas do gênero Staphylococcus e o mesmo antibiótico descrito para o grupo 01. Em um terceiro grupo apenas a vacina foi empregada, e por último, foi constituído um grupo controle. Empregou-se o exame microbiológico do leite para confirmação dos casos de mastite. A porcentagem de tetos infectados por Staphylococcus coagulase negativa (SCN) antes e após o tratamento Antibiótico + Vacina foi de 42,8 e 7,1%, respectivamente. Observou-se que o antibiótico a base de cloxacilina pode ser usado isoladamente ou em associação a vacinas anti-mastíticas para controle da mastite estafilocócica em pequenos ruminantes. O tratamento que preconizava a aplicação apenas da vacina não foi eficiente na redução dos casos da doença, portanto, não foi observada uma reação cruzada contra os SCN. Assim, faz-se necessária a continuidade dos estudos acerca do potencial das vacinas para o controle da mastite em pequenos ruminantes.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1