Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Dietary lipid sources affect freshwater catfish jundiá, Rhamdia quelen, survival, when challenged with Aeromonas hydrophila / Fontes lipídicas da dieta afetam a sobrevivência do bagre de água doce jundiá, Rhamdia quelen, quando desafiados com Aeromonas hydrophila

Vargas, Rodrigo Javier; Dotta, Geovana; Mouriño, José Luiz; Silva, Bruno Correia da; Fracalossi, Débora Machado.
Acta Sci. Anim. Sci.; 35(4): 349-355, Oct.-Dec. 2013. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27379

Resumo

The immune modulatory activity of diet long chain polyunsaturated fatty acids in fish has been previously demonstrated, although results for freshwater species are controversial. This study evaluates the effect of different dietary lipids on freshwater catfish jundiá, Rhamdia quelen, survival and its non-specific response (phagocytosis) after being inoculated with the pathogen Aeromonas hydrophila. Five diets were offered to jundiá fingerlings during 150 days prior to challenge: cod liver oil (FO), sunflower oil (SO), linseed oil (LO), canola oil (CO) and coconut oil (CNO). Accumulated mortality was significantly lower in fish fed FO and CNO diets and higher in fish fed LO. In spite of the highest values observed for phagocytotic activity in CNO-fed fish (50.0 + 12.7%) and in FO-fed fish (45.0 + 10.5%) when compared to those fed other diets, no significant differences in phagocytosis were reported. Results show the relevance of a balanced dietary lipid source with adequate concentrations of n-3 and n-6 series of fatty acids to prevent mortality after pathogen challenge.(AU)
A atividade moduladora dos ácidos graxos de cadeia longa no sistema imunológico de peixes já foi demonstrada, embora os resultados para espécies de água doce sejam controversos. O objetivo do estudo foi avaliar a sobrevivência e resposta imune não específica (fagocitose) de alevinos de jundiá, Rhamdia quelen, previamente alimentados com diferentes fontes lipídicas na dieta, após serem desafiados com o patógeno Aeromonas hydrophila. Cinco dietas com diferentes fontes lipídicas foram oferecidas a alevinos de jundiá durante os 150 dias antes do desafio: óleo de fígado de bacalhau (FO), óleo de girassol (SO), óleo de linhaça (LO), óleo de canola (CO) e gordura de coco (CNO). A mortalidade acumulada foi menor nos peixes alimentados com as dietas FO e CNO e maior nos que receberam a dieta LO. A fagocitose não apresentou diferenças significativas entre os tratamentos, porém os peixes que consumiram as dietas CNO (50,0 +12,7%) e FO (45,0 + 10,5%) apresentaram valores mais elevados. Os resultados do estudo mostram a relevância de utilizar fontes lipídicas com adequadas quantidades de ácidos graxos das séries n-3 e n-6 na prevenção da infecção por patógenos em jundiá.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1