Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Taxas de captura de espadarte e de tubarão azul no Sudoeste do Atlântico entre as décadas de 1980 e 2000 / Catch rates of swordfish and of blue shark in the Southwest Atlantic from 1980 to 2000 decades

Guimarães-Silva, André Augusto; Andrade, Humber Agrelli.
B. Inst. Pesca; 40(4): 471-486, Out-Dez. 2014. tab, graf, mapas
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-27460

Resumo

Swordfish (Xiphias gladius) is one of the main targets of the national and of part of the leased Brazilian pelagic longline fleet. However, the catches of blue shark (Prionace glauca) are also high. In order to get more knowledge about the duality of catches of swordfish and blue shark, we analyzed catch data from the Brazilian national and leased fleets from 1980 to 2009. In some of the fishing grounds catch rates of both species are high, but in other areas, only one species is abundantly caught. Leased boats from Japan and China Taipei never aimed at any of those two species hence the catches were always small. However the leased fleet from Spain clearly focuses its actions in areas where catch rates of swordfish are high. The national fleet focuses effort in both, areas where swordfish dominates and areas where catch rates of swordfish and blue shark are concomitantly high. If the intention is to diminish the impact of fishing effort on the population of blue shark, an alternative would be to enforce the fishing fleet to operate only in areas where catch rates of swordfish are high and where catch rates of blue shark are low.(AU)
O espadarte (Xiphias gladius) é um dos alvos principais da frota nacional e de parte da frota arrendada de espinhel pelágico. No entanto, as capturas de tubarão azul (Prionace glauca) são também elevadas. Com intuito de obter mais conhecimento sobre a dualidade das capturas de espadarte e tubarão azul, foram analisados dados de capturas de 1980 a 2009 das frotas brasileiras nacional e arrendada. Em algumas áreas de pesca, as taxas de captura de ambas as espécies são elevadas, em outras, somente uma delas é capturada em abundância. Em nenhum momento as frotas arrendadas do Japão e de China Taipei tiveram uma ou outra das duas espécies como alvo, apresentando sempre capturas reduzidas. No entanto, a frota arrendada da Espanha claramente concentrou suas ações em áreas com elevadas taxas de captura de espadarte. Já a frota nacional concentrou seus esforços tanto em áreas que predominam o espadarte quanto em áreas que as taxas de captura de espadarte e tubarão azul são concomitantemente altas. Em sendo a intenção minimizar o impacto da pesca na população de tubarão azul, uma das alternativas seria restringir a atuação das frotas às áreas onde as taxas de captura de espadarte são elevadas e as de tubarão azul são reduzidas.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1