Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

First case report of vesicular stomatitis in the State of Paraíba, Brazil / Primeiro diagnóstico de estomatite vesicular no Estado da Paraíba, Brasil

Clementino, Inácio José; Lima, Janete Okamoto; Coutinho, Daniella Godoy; Albuquerque, Ericka Rejane Correia de; Gomes, Albério Antônio de Barros; Azevedo, Sérgio Santos de.
Semina Ci. agr.; 35(5): 2601-2605, set.-out. 2014. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27884

Resumo

The present report describes the first case of vesicular stomatitis in the State of Paraíba, Brazil. Records from the Official Veterinary Services of the State of Paraíba were analyzed while responding to a suspected case of vesicular disease at a property (property I) in the municipality of Pombal in which the cattle showed clinical signs and lesions of vesicular disease. Surveillance in the surrounding area revealed similar lesions in cattle at two other properties (II and III). Based on these events, the suspicion was considered well founded, and samples were collected for evaluation at the National Agricultural Laboratory of the State of Pará. The property was interdicted, and those located within a 3 km radius (perifocal) from the focus were inspected. At property I, 42.86% (6/14) of the cattle showed vesicular disease lesions characterized by intense sialorrhea, ruptured oral vesicles, epithelial detachment of the tongue and muzzle, and vesicular lesions in the udder and interdigital space. Similar lesions were detected in cattle at properties II and III, affecting 80.95% (34/42) and 11.54% (3/26) of the animals, respectively. Tissue samples collected from the three properties were positive for the vesicular stomatitis virus (Indiana 3 subtype). The properties were monitored for 21 days after the last infected animal was cured, and afterwards, the three properties were released.(AU)
O presente trabalho teve como objetivo relatar o primeiro diagnóstico de Estomatite Vesicular no Estado da Paraíba. Foram analisados os documentos produzidos pelo Serviço Veterinário Oficial do Estado da Paraíba durante o atendimento de uma notificação de suspeita de doença vesicular em uma propriedade (propriedade I) do município de Pombal em que bovinos apresentavam sinais clínicos e lesões compatíveiscom doença vesicular. Durante a vigilância das propriedades vizinhas, em outras duas propriedades (II e III) foram encontradas lesões similares. Diante desse quadro, a suspeita foi considerada fundamentada e foi feita a colheita de material para diagnóstico no Laboratório Nacional Agropecuário no Estado do Pará (LANAGRO-PA), interdição da propriedade e investigação das propriedades de um raio de 3 km (perifocal) em torno do foco. Na propriedade I, 42,86% (6/14) bovinos existentes apresentaram lesões de doença vesicular caracterizados por sialorréia intensa, vesículas rompidas na cavidade oral e desprendimento do epitélio lingual e da mufla, lesões vesiculares no úbere e no espaço interdigital. Nas propriedades II e III foram encontradas lesões similares afetando 80,95% (34/42) e 11,54% (3/26) dos animais, respectivamente. O resultado laboratorial das amostras das três propriedades foi positivo para o Vírus da Estomatite Vesicular subtipo Indiana 3. O monitoramento continuou até 21 dias após a cura clínica do último animal doente quando as três propriedades foram desinterditadas.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1