Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Crustacean parasites of Leporinus affinis, an Anostomidae fish from the Brazilian Amazon / Crustáceos parasitos de Leporinus affinis, um Anostomidae da Amazônia brasileira

Vasconcelos, Huann Carllo Gentil; Sá-Oliveira, Júlio César; Salomão, Débora da Conceição Oliveira; Tavares-Dias, Marcos.
R. bras. Parasitol. Vet.; 29(2): e001820, 2020. mapas, tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27906

Resumo

This study investigated the fauna of ectoparasitic crustaceans in Leporinus affinis from Reservoir Coaracy Nunes, in eastern Amazon (Brazil), as well as the parasite-host interactions. The mouth, gills and tegument of 50.9% of the fish examined were parasitized by Argulus chicomendesi, Ergasilus turucuyus and Excorallana berbicensis, and a total of 118 parasites were collected. The dominance was found for E. berbicensis and the higher infestation levels were caused by E. berbicensis on the body surface of the hosts, but E. turucuyus had the highest prevalence on the gills of this host. The cluster analysis revealed higher similarity in the infestations by E. berbicensis and A. chicomendesi in relation to infestation site in hosts. Host sex and relative condition factor (Kn) were not influenced by moderate parasitism, but the abundance of parasites presented negative correlation with weight and Kn of the fish. This is the first study on the parasites of L. affinis showing low species diversity, with moderate prevalence and low parasite abundance.(AU)
Este estudo investigou a fauna de crustáceos parasitos de Leporinus affinis do Reservatório Coaracy Nunes, na Amazônia oriental (Brasil), bem como a interação parasito-hospedeiro. A boca, brânquias e tegumento de 50.9% dos peixes examinados estavam parasitados por Argulus chicomendesi, Ergasilus turucuyus e Excorallana berbicensis, e um total de 118 parasitos foram coletados. A dominância foi de E. berbicensis, e os maiores índices de infestação foram causados por E. berbicensis na superfície corporal dos hospedeiros, mas E. turucuyus teve a maior prevalência nas brânquias. Análises de grupamento evidenciaram maior similaridade no padrão de infestação de E. berbicensis e A. chicomendesi quanto ao sítio de infestação nos hospedeiros. O sexo dos hospedeiros e fator de condição relativo (Kn) não foram influenciados pelo moderado parasitismo, mas a abundância de parasitos apresentou correlação negativa com o peso e Kn dos peixes. Este é o primeiro estudo sobre parasitos de L. affinis, mostrando baixa diversidade de espécies, com moderada prevalência e baixa abundância parasitária.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1