Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Serosurvey on rickettsiae of the spotted fever group and Rickettsia bellii among dogs in the state of Goiás, Brazil / Inquérito sorológico sobre riquétsias do grupo da febre maculosa e Rickettsia bellii entre cães no estado de Goiás, Brasil

Neves, Lucianne Cardoso; Barreto, Ana Laura Gonçalves; Souza, Mariana Xavier de; Martins, Danieli Brolo; Barbieri, Amália Regina Mar; Serpa, Maria Carolina de Azevedo; Muñoz-Leal, Sebastián; Labruna, Marcelo Bahia; Krawczak, Felipe da Silva.
R. bras. Parasitol. Vet.; 29(2): e021419, 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-28498

Resumo

The purpose of this study was to do a serological survey on three rickettsial species: Rickettsia rickettsii and Rickettsia parkeri, two species of the spotted fever group (SFG) that are considered to be great importance for public health; and Rickettsia bellii, a species of unknown pathogenicity that infects a variety of human-biting ticks. Serum samples from 273 dogs were tested using the indirect immunofluorescence assay (IFA). A total of 52 samples (19.04%) were seropositive for at least one of the three Rickettsia spp. antigens. Thirty-eight (73.07%), twelve (23.07%) and one (1.92%) of these dogs showed homologous reactions to R. bellii, R. rickettsii and R. parkeri, respectively. Our results showed that the seroprevalence of Rickettsia spp. was relatively low. However, the positive serological tests indicated that these dogs had become infected by these agents at some point in their lives. Lastly, our study adds to the previous knowledge on the epidemiology of rickettsiosis in the state of Goiás by doing the first record of detection of anti-R. rickettsii, R. parkeri and R. bellii antibodies by IFA among dogs, thus indicating that these agents may be circulating in the dog population analyzed.(AU)
O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento sorológico para três espécies de rickettsias: Rickettsia rickettsii e Rickettsia parkeri, duas espécies do grupo da febre maculosa (GFM) consideradas de grande importância para a saúde pública; e Rickettsia bellii, uma espécie de patogenicidade desconhecida que infecta uma variedade de carrapatos que parasitam seres humanos. Amostras de soro de 273 cães foram testadas, usando-se a técnica de reação de imunofluorescência indireta (RIFI). O total de 52 amostras (19,04%) foram soropositivas para pelo menos um dos três antígenos de Rickettsia spp. Trinta e oito (73,07%), doze (23,07%) e um (1,92%) desses cães apresentaram reações homólogas à R. bellii, R. rickettsii e R. parkeri, respectivamente. Esses resultados demonstraram uma baixa soroprevalência para Rickettsia spp. No entanto, as amostras positivas indicam que esses cães foram infectados por esses agentes em algum momento de suas vidas. Por fim, este estudo contribui para o conhecimento sobre a epidemiologia das rickettsioses no estado de Goiás, realizando a primeira detecção de anticorpos anti-Rickettsia rickettsii, R. parkeri e R. bellii pela RIFI em cães, indicando que esses agentes podem estar circulando na população canina analisada.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1