Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Metacercárias (Platyhelminthes: Digenea) em espécies de peixes ornamentais de água doce no Sudeste do Brasil: relato de caso / Metacercariae (Platyhelminthes: Digenea) in freshwater ornamental fish species in southeastern Brazil: case report

Dominguez, H. N; Balian, S. C; Tancredo, K. R; Martins, L. M; Cardoso, Pedro Henrique Magalhães.
R. Educ. contin. Med. Vet. Zoot.; 18(1): e37997, 2020. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-28917

Resumo

Metacercárias são larvas de trematódeos digenéticos comumente encontradas encapsuladas em brânquias, pele, músculos e órgãos internos. Geralmente não são prejudiciais aos animais quando em baixo número, porém, em altas infestações podem levar a óbito. O presente estudo relata infecções por metacercárias em 58 peixes ornamentais de água doce, provenientes de produtores de dois municípios do estado de São Paulo (Iguape e Jacareí), sudeste do Brasil. Após a análise, 13% dos animais (8/58) apresentaram metacercárias encistadas no tecido subcutâneo e 43% (25/58) apresentaram metacercárias encapsuladas em brânquias. Estes resultados destacam a importância do controle sanitário de peixes e na realização de diagnósticos que possam desenvolver programas de biosseguridade no cultivo de peixes ornamentais. É discutida a importância de assegurar a sanidade de peixes ornamentais de forma a tornar a atividade economicamente viável e reduzir perdas econômicas na produção.(AU)
Metacercariae are digenetic trematode larvae commonly encapsulated in gills, skin, muscles and internal organs and are generally not harmful to animals when in low numbers, but in high infestations can lead to death. The present study reports metacercariae infections in 58 freshwater ornamental fishes from producers in two municipalities of the state of São Paulo (Iguape and Jacareí), Southeastern Brazil. After analysis, 13% of the animals (8/58) had metacercariae encysted in subcutaneous tissue and 43% (25/58) presented metacercariae encapsulated in gills. These results highlight the importance of the Veterinary in the sanitary control of fish, with the ability to identify agents, establish diagnoses and from there develop biosecurity control programs in the production systems of ornamental aquatic organisms, in order to ensure the viability of the fish business, promote animal welfare, reduce manageable losses and contribute to its role for animal and environmental health as a whole.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1