Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Subclinical hypomagnesemia: Prevalence and causes in dairy cows in the semiarid region of the state of Paraíba, Brazil / Hipomagnesemia subclínica: Prevalência e causas em vacas leiteiras da região semiárida no estado da Paraíba, Brasil

Silva, Daniel Cézar da; Fernandes, Beatriz Dantas; Lima, Jéssica Monique dos Santos; Silva, Bismark Alves da; Rodrigues, Gilderlândio Pinheiro; Souza, Evaristo Jorge Oliveira de.
R. bras. Saúde Prod. Anim.; 21: e2121132020, Aug. 7, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29076

Resumo

In dairy farming, cows display important metabolic changes during the transition period, particularly high-production cows, which need nutrients in greater quantity to meet the required demand. The aim of this study was to determine the prevalence of subclinical hypomagnesemia in pre- and post-partum dairy cows inserted in milk-production systems in the Sousa microregion and the district of São João do Rio do Peixe, both in the State of Paraíba, Brazil. As such, visits were made every two weeks to 34 rural properties, where the team collected 357 blood samples by venepuncture, 106 from pre-partum lactating cows and 251 from lactating cows in the post-partum period. It was found that the properties supplied three types of mineral supplement: a single supplement of NaCl, a supplement of NaCl + mineral base, and a commercial supplement. The cows receiving the commercial mineral supplement had the highest prevalence (10.53%) of the disorder, even showing a significant difference (P < .05) between the other types of supplement. In relation to reproductive period, it was found that the post-partum cows had a higher prevalence of subclinical hypomagnesemia (9.96%) than did the pre-partem cows (8.49%); there was, however, no significant difference (P > .05) between the two. Studies such as this are fundamental for alerting rural and technical producers to the occurrence of subclinical hypomagnesemia in the region, in addition to the damage caused by metabolic disorders.(AU)
Na bovinocultura leiteira, as vacas apresentam mudanças metabólicas importantes durante o período de transição, principalmente aquelas de alta produção, que necessitam de nutrientes em maior quantidade para suprir a demanda requerida. Este estudo teve como objetivo determinar a prevalência de hipomagnesemia subclínica no pré e pós-parto em vacas leiteiras inseridas em sistemas de produção de leite na microrregião de Sousa-PB e município de São João do Rio do Peixe-PB. Para isso foram realizadas visitas quinzenais a 34 propriedades rurais, onde a equipe coletou 357 amostras de sangue por meio de punção venosa, sendo 106 provenientes de vacas em lactação que se encontravam no período de pré-parto e 251 de vacas em lactação inseridas no período de pós-parto. Verificou-se que as propriedades forneciam três tipos de suplemento mineral: suplementação exclusiva com NaCl; suplementação com NaCl + núcleo mineral; e suplementação comercial. As vacas que recebiam a suplementação mineral do tipo comercial corresponderam aquelas com maior prevalência (10,53%) de ocorrência do distúrbio, apresentando ainda diferença significativa (P < 0,05) entre as demais formas de suplementação. Em relação ao período reprodutivo em que as vacas se encontravam, notou- se que aquelas do pós-parto apresentaram maior prevalência de hipomagnesemia subclínica (9,96%) em relação às vacas do pré-parto (8,49%). Porém não houve diferença significative (P > 0,05) entre ambas. Estudos como esse tornam-se fundamentais para alertar produtores rurais e técnicos sobre a ocorrência da hipomagnesemia subclínica na região, além dos prejuízos que os distúrbios metabólicos acarretam.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1