Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ultrasound characterization of the coelomic cavity organs of the red-footed tortoise (Chelonoidis carbonaria) / Caracterização ultrassonográfica dos órgãos da cavidade celomática do jabutipiranga (Chelonoidis carbonaria)

Meireles, Yara Silva; Shinike, Flávia Serra; Matte, Douglas Rodrigo; Morgado, Thaís Oliveira; Kempe, Guilherme Vincoletto; Corrêa, Sandra Helena Ramiro; Souza, Roberto Lopes de; Néspoli, Pedro Brandini.
Ci. Rural; 46(10): 1811-1817, Oct. 2016. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29785

Resumo

Herein it was describe sonographic morphology and sintopy of the bowels of the coelomic cavity in the red-footed tortoise. Coelomic cavity of 19 males and 19 females were scanned through cervical and prefemoral access with a multifrequency sector transducer. Morphology, syntopy and echogenicity of the heart, thyroid, liver, gallbladder, reproductive organs, stomach, small intestine, large intestine, urinary bladder and kidneys were evaluated. The heart showed two atria and one ventricle with a thick, trabecular wall. The thyroid was oval and hyperecoic, visualized in the cardiac portion of the ultrasound. The liver, gallbladder and digestive system were similar to those seen in mammals and turtles. However, the tortoise liver was relatively more hyperechoic than mammals. The kidneys appeared as triangular structures, which were hypoechoic, homogeneous and vascularized; the bladder was observed mostly as being elongated with anechoic content, and its wall appeared as a thin hyperechoic line when free fluid was present. The testes were observed to be elongated, homogeneous and more hyperechoic than kidneys. The ovarian follicles were seen as hyperechoic, echogenic balls of variable size and quantity, the oviduct as a sigmoid tubular structure and the eggs as thin hyperechoic lines with posterior acoustic shadowing. In some animals, there were variable amounts of fluid around the heart and in the coelomic cavity.(AU)
Neste trabalho é descrita a morfologia ecográfica e sintopia das vísceras da cavidade celomática do jabutipiranga. Foram examinados 19 machos e 19 fêmeas por meio de acesso cervical e pré-femoral com um transdutor setorial multifrequencial. Foram avaliadas morfologia, sintopia e ecogenicidade do coração, tiróide, fígado, vesícula biliar, órgãos reprodutivos, estômago, intestino delgado, intestino grosso, bexiga urinária e rins. O coração mostrou dois átrios e um ventrículo com uma parede trabecular e espessa. Na base cardíaca pode-se visibilizar a tireóide oval e ecogênica. O fígado, vesícula biliar e sistema digestivo foram semelhantes ao observado em mamíferos e testudinos. No entanto, o fígado dos quelônios mostrou-se mais hiperecóico em relação ao dos mamíferos. Os rins foram vistos como estruturas triangulares, hipoecóicas, homogêneas e vascularizadas; a bexiga foi observada na maior parte como alongada com conteúdo anecóico, e sua parede foi vista como uma fina camada hiperecóica. Os testículos foram observados como estruturas alongadas, homogêneas e hiperecóicas em relação aos rins. Os folículos ovarianos foram vistos como esferas ecogênicas a hiperecogênicas de tamanho e quantidade variável, o oviduto como uma estrutura tubular sigmóide e os ovos como finas linhas hiperecogênicas com sombra acústica posterior. Em alguns animais, havia quantidades variáveis de líquido em volta do coração e na cavidade celomática.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1