Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Impact of ovarian fetal tissue xenotransplantation associated with in vitro embryo production in annual genetic gain estimates for cattle weight traits / Impacto do xenotransplante de tecido ovariano fetal associado à produção in vitro de embriões em estimativas de ganho genético anual para características de peso em bovinos

Silva, Rafaella Kelly; Abreu, Luiza Rodrigues Alves; Valente, Filipe Luiz Januzzi; Moraes, Giovanna Faria de.
Vet. Not.; 26(2): 200-214, jul.-dez. 2020. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29892

Resumo

The present paper aims to estimate the impact of the reduction of the generation interval, based on the model of fetal ovarian tissue xenotransplantation associated with in vitro embryo production to estimate the annual genetic gain of weight traits in a bovine herd. Weigh data and genealogy of Brahman animals were used to estimate the annual direct genetic gain for weight at birth, weight at 120 days, at 210 days, and at 550 days of age. The genetic parameters were obtained by animal model, via Bayesian inference, by Markov Chain Monte Carlo (MCMC) methods. For the estimates, different generation intervals were defined as the average value between the supposed maternal generation intervals and the average sire generation interval based on the analyzed data (9.6 years). The shortest generation interval considered was 5.1 years, outlined from the average of 0.66 year (corresponds to 8 fetal months, an assumption defined based on the use of fetal ovarian tissue xenotransplantation associated with in vitro embryo production) and 9.6 years (sire generation interval). The remaining intervals considered were 6.7, 8.7 and 10.2 years. The estimate of annual direct genetic gain for all the evaluated traits was higher when considering the generation interval outlined based on the model of fetal ovarian tissue xenotransplantation associated with in vitro embryo production. The estimates were lower as the generation interval increased. The use of fetal ovarian tissue xenotransplantation associated with in vitro embryo production, may favor the reduction of the generation interval and successively generate a positive impact on the annual direct genetic gain estimates.(AU)
O presente estudo teve como objetivo estimar o impacto da redução do intervalo de gerações, com base no modelo de xenotransplante de tecido ovariano fetal associado à produção in vitro de embriões, na estimativa do ganho genético anual direto de características de peso em um rebanho bovino. Dados de pesagens e genealogia de animais da raça Brahman foram utilizados para estimar o ganho genético direto anual para as características peso ao nascimento, peso aos 120 dias, aos 210 dias e aos 550 dias de idade. Os parâmetros genéticos foram obtidos por modelo animal, via inferência Bayesiana, por Métodos de Monte Carlo via Cadeias de Markov. Para as estimativas, foram delineados intervalos de gerações distintos, definidos como a média entre os supostos intervalos de gerações materno e o intervalo de gerações paterno médio do rebanho analisado (9,6 anos). O menor intervalo de gerações considerado foi 5,1 anos, resultante da média entre 0,66 ano (corresponde a 8 meses fetais, suposição definida com base na utilização da biotecnologia xenotransplante de tecido ovariano fetal associada à produção in vitro de embriões) e 9,6 anos. Os demais intervalos considerados foram 6,7, 8,7 e 10,2 anos. A estimativa do ganho genético anual para todas as características avaliadas foi superior quando se considerou o intervalo de gerações delineado com base no modelo de xenotransplante de tecido ovariano fetal associado à produção in vitro de embriões. As estimativas foram menores conforme aumento no intervalo de gerações. O uso da biotecnologia xenotransplante de tecido ovariano fetal, associada à produção in vitro de embriões poderá favorecer a redução do intervalo de gerações e sucessivamente gerar impacto positivo nas estimativas de ganho genético direto anual.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1