Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Carcinoma de células escamosas corneal em equino / Corneal squamous cell carcinoma in an equine

Pinheiro, Mildred Acioli; Silva, Michelle Costa e; Barroso, Camila Goersch; Vago, Paula Bittencourt.
Ciênc. Anim. (Impr.); 30(2,supl.1): 69-76, 2020. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-29943

Resumo

O carcinoma de células escamosas é uma neoplasia maligna das células epidérmicas, considerado a segunda neoplasia mais comum nos olhos e anexos oculares de equinos. A ocorrência intensifica-se, principalmente, nos animais com regiões despigmentadas e desprovidas de pelos e sujeitas à radiação solar. As lesões podem se apresentar isoladas ou múltiplas, com tamanhos variados e ulceradas. O tratamento depende do tamanho, grau de invasão, equipamento disponível e condição financeira do proprietário. Como tratamento, tem sido utilisados a excisão cirúrgica, quimioterápicos de uso tópico e intralesional. O objetivo deste trabalho foi relatar um carcinoma de células escamosas na córnea de um equino. Foi encaminhado para a Clínica do Rancho um equino, macho, não castrado, 11 anos de idade, apresentando uma massa rósea na córnea do olho direito com evolução de quatro meses. Mediante suspeita clínica de carcinoma de células escamosas, foi indicada exérese cirúrgica da massa, seguida de avaliação histopatológica. O resultado do exame confirmou o diagnóstico da neoplasia. A terapia pós-cirúrgica consistiu na administração de colírios antibiótico, anti-inflamatório e atropina, além do anti-inflamatório flunixin meglumine. Como tratamento adjuvante foi feito o quimioterápico 5-Fluorouracil tópico durante 12 dias. Após dois meses do procedimento cirúrgico, o paciente não apresentava qualquer sinal de neoplasia no local, nem possíveis metástases em outras regiões. Diante do exposto, conclui se que o exame histopatológico é essencial para o diagnóstico definitivo da neoplasia e que a exérese cirúrgica associada com tratamento adjuvante a base do quimioterápico 5- fluorouracil foi eficaz para a erradicação do carcinoma de células escamosas.(AU)
Squamous cell carcinoma is a malignant neoplasm of the epidermal cells, being considered the second most common neoplasm in the eyes and ocular annexes of horses. The occurrence of the tumor intensifies mainly in animals that have depigmented and hairless regions subjected to solar radiation. Lesions may be isolated or multiple, with varying sizes and ulcerated. The treatment depends on the size, degree of invasion, equipment available and financial condition of the owner. As a treatment, besides surgical excision, topical and intralesional chemotherapeutic agents have been considered. The aim of this study was to report squamous cell carcinoma in the cornea of an equine. An 11-year-old, stallion horse, with a rosy mass in the right eye cornea that evolved for four months, was referred to the Rancho Clinic. Upon clinical suspicion of squamous cell carcinoma, surgical excision of the mass was indicated, followed by histopathological evaluation. The test result confirmed the diagnosis of the neoplasm. Postoperative therapy consisted of administration of antibiotic, anti-inflammatory and atropine eye drops, in addition to the anti-inflammatory flunixin meglumine. As adjuvant treatment was the topical 5-Fluorouracil chemotherapy for 12 days. Two months after the surgical procedure, the patient showed no signs of neoplasia at the site, nor possible metastases in other regions. Given the above, it is concluded that the histopathological examination is essential for the definitive diagnosis of the neoplasia and that surgical exeresis associated with adjuvant treatment based on 5-fluorouracil chemotherapy was effective for the eradication of squamous cell carcinoma.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1