Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Helmintofauna de cães errantes (Canis lupus familiaris) de Cuiabá, Centro-Oeste do Brasil / Helminths parasites of stray dogs (Canis lupus familiaris) from Cuiabá, Midwestern of Brazil

Ramos, Dirceu Guilherme de Souza; Zocco, Bruna Karina Alexandria; Torres, Mariana de Medeiros; Braga, Ísis Assis; Pacheco, Richard de Campos; Sinkoc, Afonso Lodovico.
Semina Ci. agr.; 36(2): 889-894, mar.-abr. 2015. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-30071

Resumo

Helminths cause respiratory and gastrointestinal infections in animals, especially in neonates and young animals. Some species of helminth parasites of domestic animals have zoonotic potential, becoming a public health problem, especially when combined with lack of information about the population of these zoonosis and lack of control over of their hosts. This study aimed to identify and quantify the species of helminths from dogs that are not domiciled in the region of Cuiabá, in the Midwest region of Brazil. A total of 100 animals, from the Center for Zoonosis Control of Cuiabá were euthanized and necropsied for helminth searching. Overall 8,217 helminths were found in 85 animals identified in six species: Ancylostoma caninum, Ancylostoma. braziliense, Trichuris vulpis, Toxocara canis, Dirofilaria immitis and Dipylidium caninum. It was evidenced the wide distribution of helminths pathogenic to domestic dogs and especially with zoonotic potential as A. caninum, T. canis, D. caninum and D. immitis. The presence of D. immitis is an important finding, since it is a potentially zoonotic agent, however, this finding is considered sporadic.(AU)
Helmintos causam infecções respiratórias e gastrointestinais em animais, especialmente em neonatos e animais jovens. Algumas espécies de helmintos de animais domésticos possuem potencial zoonótico, se tornando um problema de saúde pública, especialmente quando adicionados a falta de informação da população sobre estas zoonoses e a falta de controle da população de hospedeiros. Este estudo objetivou identificar e quantificar as espécies de helmintos de cães não domiciliados na região de Cuiabá, Centro-Oeste do Brasil. Um total de 100 animais do Centro de Controle de Zoonoses de Cuiabá foram eutanasiados e necropsiados para a procura de helmintos. Ao todo 8.217 helmintos foram encontrados em 85 animais e identificados em seis espécies: Ancylostoma caninum, Ancylostoma. braziliense, Trichuris vulpis, Toxocara canis, Dirofilaria immitis e Dipylidium caninum. Ficou evidente a alta distribuição de helmintos patogênicos para cães e especialmente com potencial zoonótico como A. caninum, T. canis, D. caninum e D. immitis. A presença de D. immitis é um achado importante, considerando o potencial zoonótico do agente, entretanto, o achado é considerado esporádico.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1