Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effects of short-term feed restriction on the physiological parameters and metabolites of F1 Holstein x Zebu cows in different stages of lactation / [Efeitos da restrição alimentar de curto prazo sobre os parâmetros fisiológicos e metabólicos de vacas F1 Holstein x Zebu em diferentes estágios da lactação]

Borges, L. A; Ruas, J. R. M; Rocha Júnior, V. R; Carvalho, C. C. S; Monção, F. P; Gomes, V. M; Rigueira, J. P. S; Pinheiro, P. G. M; Sales, E. C. J; Rufino, L. D. A; Silva, E. A; Queiroz, D. S; Ferreira, H. C.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 72(4): 1545-1554, July-Aug. 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-30217

Resumo

This study aimed to evaluate the effects of different nutritional plans on the productive, physiological and metabolic parameters of F1 ½ Holstein x ½ Zebu cows in different stages of lactation. Sixty lactating cows were allotted to a completely randomized 5 x 3 factorial design with five feed allowances and three lactation periods. The dry matter intake, milk yield and heart rate were reduced by 5.69kg, 2.41kg and 10.36 beats/min (morning) and 10.25 beats/min (afternoon) for each 1% feed restriction, respectively. There was no difference in the concentration of glucose, total protein, albumin, cholesterol and non-esterified fatty acids for cows subjected to different feed allowances, with means of 95.25, 7.98, 2.95, 121.68 and 0.45mg/dL, respectively. Feed restriction of up to 2.50% BW is a cost reduction strategy that does not alter milk yield, regardless of the stage of lactation.(AU)
Objetivou-se avaliar os efeitos de diferentes planos nutricionais sobre as características produtivas, fisiológicas e metabólicas de vacas F1 ½ Holandês x ½ Zebu. Foram utilizadas 60 vacas em lactação, seguindo-se o delineamento inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 5 x 3, com cinco níveis de oferta de dieta e três períodos de lactação. À medida que se aumentou 1% na restrição da oferta da dieta, houve redução linear de 5,69kg no consumo de matéria seca pelos animais, 2,41kg na produção de leite, bem como de 10,36bat/min (manhã) e 10,25 bat/min (tarde) na frequência cardíaca dos animais. Não houve diferença para a concentração de glicose, proteínas totais, albumina, colesterol e NEFA com a restrição na oferta da dieta dos animais, sendo a média de 95,25, 7,98, 2,95, 121,68 e 0,45mg/dL, respectivamente. Recomenda-se a restrição de até 2,50% de peso corporal como estratégia de redução dos custos em todos os estágios em lactação, visando não alterar, economicamente, a produção de leite.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1