Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estudo radiográfico da articulação lombossacra em cães das raças Pastor Alemão, Rottweiler e Doberman / Radiographic study of the lumbosacral joint in German Shepherd, Rottweiler and Doberman dogs

Silva, E F; Rocha, B D; Tôrres, R C S; Miranda, F G; Silva, M X.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 67(2): 358-364, Mar-Apr/2015. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-303497

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar a variação entre diferentes raças das medidas radiográficas da articulação lombossacra. Foram utilizados 20 cães da raça Pastor Alemão, 20 cães da raça Rottweiler e 20 da raça Doberman. A articulação lombossacra foi avaliada radiograficamente com os membros pélvicos em posição neutra (N), em ventroflexão (VF) e dorsoextensão (DE). Foram mensurados os ângulos entre os processos articulares de L7 e S1 (PA), entre as epífises distal de L7 e proximal de S1 (EPIF), o ângulo lombossacro (LS), a amplitude de movimento (ROM) desses ângulos, o ponto de interseção das retas que formam esses ângulos e a respectiva ROM. Os resultados mostraram que a altura do canal vertebral em L7 é menor no Pastor Alemão (9,5mm) e maior no Rottweiler (10,5mm). O EPIF-DE foi maior no Pastor Alemão (38,03º). O PA-N foi menor no Pastor Alemão (15,98º). O LS-VF foi menor no Doberman (170,01º), e não diferiu entre o Pastor Alemão (179,17º) e o Rottweiler (176,61º). Os cães Pastores Alemães demonstraram uma maior ROM dos ângulos EPIF e LS. Concluiu-se que cães da raça Pastor Alemão apresentam maior instabilidade dessa articulação em relação às outras duas raças estudadas.(AU)
The purpose of this work was to evaluate the racial difference of radiographic measurements of canine lumbosacral joints.20 German Shepherd, 20 Rottweiler and 20 Doberman dogs were used in the study. The lumbosacral joint was assessed radiographically with the hind limbs in neutral position (N), in ventral flexion (VF) and dorsal extension (DE). We measured the angles between the L7 and S1 articular processes (PA), between the distal L7 and S1 proximal epiphysis (EPIF), the lumbosacral angle (LS), range of motion (ROM) of these angles, the intersection point of the lines that form these angles and their ROM. The results show that the height of the spinal canal in L7 is lower in German Shepherds (9.5mm) than in Dobermans (10mm) and Rottweilers (10.5 mm). The EPIF-DE was higher in the German Shepherd (38.03°). The PA-N was lower in German Shepherd (15.98 °). The LS-VF was lower in the Doberman (170.01°), and LS did not differ statistically between German Shepherd (179.17°) and Rottweiler (176.61°). The ROM of the LS and EPIF angles were greater in the German Shepherd dogs. It was concluded that the German Shepherd dogs have radiographic measurements that lead to greater instability of the lumbosacral joint.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1