Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Febre maculosa brasileira no estado de São Paulo

Binder, Lina de Campos; Serpa, Maria Carolina de Azevedo; Weck, Bárbara Conte; Oliveira, Glauber Meneses Barboza de; Pesenato, Isabella Pereira; Labruna, Marcelo Bahia.
B. APAMVET; 12(1): 13-21, 2021. mapas, ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-30654

Resumo

A febre maculosa brasileira (FMB), causada pelabactéria Rickettsia rickettsii, é a zoonose transmitida porcarrapatos mais importante no Brasil. No estado de SãoPaulo, onde a doença apresenta letalidade ao redor de50%, os carrapatos Amblyomma aureolatum e Amblyomma sculptum são os principais vetores. O primeiro, associado a cães domésticos e fragmentos de Mata Atlântica,transmite a doença na Região Metropolitana de São Paulo.Já A. sculptum, é vetor no interior do estado, especialmente nas regiões de Campinas, Piracicaba e Marília, onde oscarrapatos infectados são mantidos principalmente porcapivaras. O período de incubação da FMB em humanosvaria de 2 a 14 dias, sendo febre, mialgia e cefaleia os principais sintomas. Posteriormente, podem aparecer exantema, insuficiências respiratória e renal, lesões neurológicase icterícia. A letalidade da doença depende do retardo doinício da terapia com antibióticos específicos, tais comodoxiciclina e cloranfenicol. O cão também adoece, porémcom taxa de letalidade abaixo de 20%. Não existem vacinas disponíveis para proteção contra a FMB. A prevençãose baseia primariamente no controle e prevenção das infestações por carrapatos nas áreas endêmicas da doença.Práticas de controle reprodutivo de capivaras estão sendoaplicadas para diminuir os riscos de transmissão da FMB nointerior do estado de São Paulo. (AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1