Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Saccharomyces cerevisiae strain associated to a fish culture additive: antifungal activity and AFB1 adsorption potential / Saccharomyces cerevisiae associada a um aditivo de piscicultura: atividade antifúngica e potencial de adsorção de AFB1

Ianiceli, Juliana Alexandre; Rodrigues, Aline Maria Dourado; Sousa Junior, João Farias; Bacelar, Rafael Gomes Abreu; Muratori, Maria Christina Sanches.
Acta Vet. bras.; 15(1): 54-59, 2021. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-30893

Resumo

Saccharomyces cerevisae is widely applied as a probiotic in aquaculture activities, due to its ability to decontaminate the mycotoxin Aflatoxin B1 (AFB1). With this in mind, the aim of the present study was to evaluate the antifungal and anti-aflatoxigenic activities of inactivated Saccharomyces cerevisiae mixed with a commercial product (CP) of animal feed to assess its influence on the Aspergillus flavus and A. parasiticus fungi growth and on the AFB1 production. In addition, AFB1 adsorption potential of S. cerevisae and commercial product was also investigated. Different concentrations of commercial product alone and in the presence of inactivated yeast were analyzed by Aspergillus growth inhibition test, aflatoxin production by Aspergillus species and AFB1 adsorption capacity. AFB1 detection and quantification were carried out by High Performance Liquid Chromatography. The inactivated yeast and commercial product combination was effective in reducing A. flavus and A. parasiticus growth. A. flavus produced less AFB1 after the inactivated yeast treatment, whereas A. parasiticus produced significantly less AFB1 under a combination of inactivated yeast and 50% CP. Regarding AFB1 adsorption, 100% CP displayed the highest adsorption capacity at 10 ng mL-1 AFB1. At 25 ng mL-1 AFB1, only the treatment comprising inactivated yeast associated to 50% CP led to AFB1 adsorption, albeit
Saccharomyces cerevisae é uma levedura largamente utilizada como probiótico na aquicultura e que tem se destacado devido a capacidade para a descontaminação de AFB1. O objetivo desse trabalho foi avaliar a atividade anti-fúngica e anti-aflatoxigênica da Saccharomyces cerevisae inativada e misturada a um produto comercial, observando sua influência no crescimento dos fungos Aspergillus flavus e A. parasiticus e na produção destes da Aflatoxina B1 (AFB1), investigar o potencial de adsorção da levedura e do produto comercial sobre a AFB1. Foram realizadas analises de preparação de leveduras inativadas e das soluções com o produto comercial, Ensaio do efeito inibitório de espécies de Aspergillus in vitro, Teste in vitro sobre a produção de aflatoxinas, avaliação in vitro da capacidade de adsorção de AFB1, condições cromatográficas para detecção e quantificação de AFB1 por cromatografia Líquida de Alta Eficiência. A associação do aditivo comercial EPICIN G2® e a levedura S. cerevisiae inativada foi eficaz na diminuição do cresci-mento fúngico dos A. flavus e A parasiticus. Quanto à produção de micotoxina, o A. flavus obteve menor produção com o tratamento composto por leveduras inativadas, enquanto, o A. parasiticus teve diminuição significativa na produção de AFB1 com a associação da levedura a uma concentração de 50% do produto. No referente a adsorção, em concentra-ção de 10ng/mL, o tratamento que demonstrou melhor capacidade de adsorver AFB1 foi o 100% Produto (100%). Já na concentração 25 ng/mL, somente o tratamento que associava levedura e 50% do produto, apresentou uma pequena capacidade de adsorção.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1