Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Antimicrobial effect of bothropstoxin-i in broilers / Atividade antimicrobiana da bothropstoxin-i em frangos de corte

Silveira, Ana Carolina Portella; Gimenes, Sarah Natalie Cirilo; Barbaresco, Luiz Fernando; Carvalho, Camila Perdoncini; Bueno, João Paulo Rodrigues; Guimarães, Ednaldo Carvalho; Freitas, Paulo Fernando Alves de; Nascimento, Mara Regina Bueno de Mattos; Antunes, Robson Carlos; Ávila, Veridiana de Melo Rodrigues.
Semina Ci. agr.; 42(1): 267-282, jan.-fev. 2021. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-31227

Resumo

Bacterial resistance is a sanitary issue explained by indiscriminate use of nonprescription drugs, and antimicrobial use in food production for growth promotion. Bothropstoxin-I (BthTx-I) is a phospholipase A2 (PLA2) from Bothrops jararacussu venom, which has a known antimicrobial effect. The goal of this study was the unprecedented evaluation of in vivo antimicrobial activity of BthTx-I in broilers. Microbiological, biochemical, and histological parameters were determined using 84 21-day old broilers that were kept in cages with four birds each at a density of 625 cm2/broiler. The experiment was randomized by three treatments with seven repetitions of four broilers each that lasted seven days. The treatments were: 1) bacitracin zinc diet; 2) PLA2-BthTx-I; 3) without additives. The data obtained from the studied variables was subjected to analysis of variance and an F-test at the 5% significance level. Averages of each variable in each treatment were compared by Tukey’s test. Broiler bacterial cloacal counts showed that BthTx-I decreased the microbial population without reducing body weight, intestinal morphology, or liver or kidney histopathological damage. The toxin showed in vivo activity, being an alternative for better performance in the production of broiler chickens, because it acted by decreasing the microbial load of potentially pathogenic bacteria in the intestinal(AU)
A resistência bacteriana é uma questão sanitária, explicada pelo uso indiscriminado de medicamentos sem receita médica e pelo uso de antimicrobianos na produção de alimentos para promover o crescimento. Bothropstoxin-I (BthTx-I) é uma fosfolipase A2 (PLA2) obtida do veneno da Bothrops jararacussu. A PLA2 do veneno de cobra tem efeito antimicrobiano conhecido. Objetivou-se com este estudo avaliar sem precedentes a atividade antimicrobiana in vivo de BthTx-I em frangos de corte. Os parâmetros microbiológicos, bioquímicos e histológicos foram realizados em 84 frangos de corte com 21 dias de idade mantidos em gaiolas com quatro animais cada e densidade de 625 cm2/frango. O experimento foi dividido em três tratamentos com sete repetições de quatro frangos cada um, com duração de sete dias. Os tratamentos foram: 1) dieta com bacitracina de zinco; 2) PLA2-BthTx-I; 3) sem aditivos. Os dados obtidos das variáveis estudadas foram submetidos à análise de variância e teste F ao nível de significância de 5%. As médias dos tratamentos em cada variável foram comparadas pelo teste de Tukey. A contagem cloacal bacteriana de frangos de corte mostrou que o BthTx-I diminuiu a população microbiana sem comprometer o peso corporal, a morfologia intestinal ou causar danos histopatológico no fígado e rins. Concluiu-se que a toxina apresentou atividade in vivo, sendo uma alternativa para um melhor desempenho na produção de frangos de corte, pois agiu diminuindo a carga microbiana de bactérias potencialmente patogênicas na microbiota intestinal das aves e não causou danos musculares, hepáticos ou renais na dosagem avaliada.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1