Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Sowing dates and node emission in buckwheat cultivars / Datas de semeadura e emissão de nós em cultivares de trigo mourisco

Cargnelutti Filho, Alberto; Neu, Ismael Mario Márcio; Pezzini, Rafael Vieira; Dumke, Gabriel Elias; Somavilla, Felipe Manfio; Costa, Samanta Luiza da.
Semina Ci. agr.; 42(1): 105-122, jan.-fev. 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-31231

Resumo

The aim of this study was to determine the rate of node appearance (RNA), the final number of nodes (FNN) and the period of node emission (PNE) in two buckwheat cultivars (Fagopyrum esculentum Moench) for different sowing dates, and to check variability in the RNA, FNN and PNE between the cultivars and sowing dates. The IPR91-Baili and IPR92-Altar cultivars were evaluated for 29 and 31 sowing dates from October to May in the 2017/2018 and 2018/2019 agricultural years respectively. In each experiment, a completely randomised design with five replications was used. The number of nodes (NN) on the main stem was counted twice a week in each plant (replication), from emission of the first node until the end of the cycle. The linear regression (y = a + bx) of the number of nodes (NN, y) was adjusted for each plant based on the number of days after emergence (DAE, x). The rate of node appearance (RNA), in days node-1, was determined from the inverse of the slope of the linear regression between NN and DAE (RNA = 1/b). The RNA was calculated for the period of node emission (PNE, in days), i.e. from emergence to emission of the last node. The final number of nodes (FNN) was counted at the end of node emission. Variability was found in the rate of node appearance (RNA), the final number of nodes (FNN) and the period of node emission (PNE) between the cultivars and sowing dates.(AU)
Os objetivos deste trabalho foram determinar a taxa de aparecimento de nós (TAN), o número final de nós (NFN) e o período de emissão de nós (PEN) em duas cultivares de trigo mourisco (Fagopyrum esculentum Moench) em datas de semeadura e verificar a variabilidade da TAN, do NFN e do PEN entre as cultivares e as datas de semeadura. As cultivares IPR91-Baili e IPR92-Altar foram avaliadas em 29 e 31 datas de semeadura, nos anos agrícolas 2017/2018 e 2018/2019, respectivamente, durante os meses de outubro a maio. Nos dois experimentos foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado com cinco repetições. Em cada planta (repetição) foi contado o número de nós (NN) da haste principal, duas vezes por semana, a partir da emissão do primeiro nó até o final do ciclo. Para cada planta foi ajustada a regressão linear (y=a+bx) do número de nós (NN, y) em função do número de dias após a emergência (DAE, x). A taxa de aparecimento de nós (TAN), em dias nó-1, foi determinada pelo inverso do coeficiente angular da regressão linear entre o NN e o DAE (TAN=1/b). A TAN foi calculada para o período de emissão de nós (PEN, em dias), ou seja, entre a emergência até a emissão do último nó. O número final de nós (NFN) foi contabilizado na avaliação em que a planta cessou a emissão de nós. Há variabilidade da taxa de aparecimento de nós (TAN), do número final de nós (NFN) e do período de emissão de nós (PEN) entre as cultivares e as datas de semeadura. A taxa de aparecimento de nós oscila entre 2,20 e 8,23 dias nó-1, o número final de nós entre 2,20 e 17,20 nós e o período de emissão de nós entre 16,60 e 49,20 dias. As plantas das cultivares IPR91-Baili e IPR92-Altar, apresentam melhor desenvolvimento vegetativo (menor TAN, maior NFN e maior PEN) nas semeaduras nos meses de novembro, dezembro, janeiro e fevereiro em comparação com as semeaduras realizadas em outubro, março, abril e maio.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1