Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Celiotomia e gastrotomia para remoção cirúrgica de corpos estranhos em axolote (Ambystoma mexicanum): relato de caso / Celiotomy and gastrotomy for surgical removal of foreign bodies in axolotl (Ambystoma mexicanum): case report

Galerani, Giovana; Soffo, Igor Moretto; Felippe, Felipe Nunes.
R. bras. Ci. Vet.; 28(1): 3-8, mai. 2021. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-31560

Resumo

A ingestão de corpos estranhos em aquários artificiais é uma ocorrência frequente observada na clínica cirúrgica de anfíbios criados como pets, o que inclui os axolotes (Ambystoma mexicanum). O presente relato descreve um caso de ingestão de sete corpos estranhos em um axolote macho, de cinco meses de idade, com histórico de abaulamento irregular e irredutível da superfície corpórea ventral, de consistência firme. Na anamnese foi informado que o animal habitava um aquário com substrato de cascalhos. Ao exame físico, o axolote apresentou bom estado geral e parâmetros vitais dentro da normalidade para a espécie. Os materiais deglutidos foram identificados em região gástrica por meio de exame radiográfico corpóreo total, e suas características condiziam com o substrato utilizado no aquário do paciente. Como protocolo anestésico, foi priorizada a imersão em Isofluorano e gás oxigênio, com o objetivo de atingir a via branquial e, ocasionalmente, transdérmica. A remoção cirúrgica foi feita através de celiotomia e gastrotomia em ambiente aquático com temperatura, pH e coleção bacteriana controlados, conforme literatura disponível e tendo em consideração a natureza, diâmetro e localização dos corpos estranhos. Após cinco e quinze dias do procedimento, acompanhou-se a cicatrização da ferida cirúrgica, sendo possível constatar bom restabelecimento da continuidade dos tecidos e bom estado geral do paciente.(AU)
The ingestion of foreign bodies in artificial aquariums is a frequent occurrence observed in the surgical clinic of amphibians raised as pets, which includes axolotls (Ambystoma mexicanum). The present report describes a case of ingestion of seven foreign bodies in a male axolotl, five months old, with a history of irregular and irreducible bulging of the ventral body surface, with firm consistency. In the anamnesis, it was reported that the animal inhabited an aquariums with gravel substrate. On physical examination, the axolotl showed good general condition and vital parameters within the normal range for the species. The swallowed materials were identified in the gastric region by means of total body radiographic examination, and their characteristics were consistent with the substrate used in the patients aquarium. As anesthetic protocol, immersion in Isofluorane and oxygen gas was prioritized, in order to reach the branchial and, occasionally, transdermal route. Surgical removal was performed through celiotomy and gastrotomy in an aquatic environment with controlled temperature, pH and bacterial collection, according to available literature and taking into account the nature, diameter and location of foreign bodies. After five and fifteen days of the procedure, the healing of the surgical wound was monitored, showing a good restoration of tissue continuity and a good general condition of the patient.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1