Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

USO DE QUERCETINA EM MEIO DE REFRIGERAÇÃO DE SÊMEN EQUINO A BASE DE LEITE EM PÓ DESNATADO

GABIATO, K. R. S.; ALMEIDA, A. R. G.; SILVA, L. S.; MOTTA, R. G.; STRAIOTO, K. A.; FERRARIN, L. H.; MARTINS, L. S. A.; MARTINEZ, A. C..
Ars vet; 36(3): 157-162, 2020.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-31601

Resumo

A biotécnica de refrigeração de sêmen equino para o trasporte de material genético está amplamente distribuida. Com a necessidade da manutenção da viabilidade espermática é indispensável a autilização e diluentes para este fim. O objetivo deste estudo foi avaliar se a adição de quercetina, que é um flavonóide antioxidante, em diluentes espermáticos altera a viabilidade dos espermatozoides equinos refrigerados. Foram avaliados cinco ejaculados de um garanhão, por meio da análise de motilidade e vigor espermático, em diferentes períodos de refrigeração em quatro meios de diluição: BotuSêmen®; BotuSêmen® adicionado de 20 µg/mL de quercetina (SIGMA®); Solução aquosa com 10% leite em pó desnatado (Molico®) ou Solução aquosa com 10% leite em pó desnatado (Molico®) adicionado de 20 µg/mL de quercetina (SIGMA®). Por meio dos resultados obtidos no presente estudo, foi possível verificar que não há diferença estatística entre a motilidade espermática de sêmen de garanhão diluído em BotuSêmen® em relação ao diluído solução aquosa com 10% leite em pó desnatado (Molico®) pelo período de refrigeração avaliado (36h).
Biblioteca responsável: BR68.1