Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Occurrence of Lawsonia intracellularis in horses raised in three regions of the state of Paraná, Brazil / Ocorrência de Lawsonia intracellularis em equinos criados em três regiões do estado do Paraná, Brasil

Caleffo, Tatiane; Dahm, Vinicius; Santos, Jéssica Gonçalves dos; Cheng Arthur Colombari; Faccin, Mayane; Matos, Monica Regina de; Cavasin, João Pedro; Gabardo, Michelle de Paula; Guedes, Roberto Mauricio Carvalho; Viott, Aline de Marco.
Semina Ci. agr.; 42(05): 2867-2875, set.-out. 2021. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-31818

Resumo

Lawsonia intracellularis is a bacterium already described in several species and most prevalent in pigs, in which it causes enteric problems. Horses can also be affected, developing a disease known as equine proliferative enteropathy, which results from the proliferation of intestinal crypt cells in response to infection by the bacterium. Despite the existence of reports of the disease in several countries, including Brazil, there are still no reports of the disease or epidemiological studies of its occurrence in symptomatic or asymptomatic horses in the state of Paraná. Thus, the present study was conducted to examine the occurrence of L. intracellularis in asymptomatic horses raised in the west, northwest and north regions of Paraná by means of serological testing and the real-time polymerase chain reaction (qPCR) technique. In the serological approach, the immunoperoxidase monolayer assay (IPMA) technique was employed. Feces were processed and subjected to qPCR. In total, samples were collected from 162 animals from 20 farms. Of these, 9/162 (5.55%) showed specific antibodies against L. intracellularis. Real-time PCR, on the other hand, identified 7/162 (4.32%) fecal samples positive for the presence of the bacterium. When the techniques were compared, none of the samples was positive by both, demonstrating that, for a better diagnosis, they must be performed together. In contrast to most reports in horses, the present studyde scribes higher serological and molecular occurrence in animals older than two years. These results are of great epidemiological relevance, as they indicate that the bacterium is present in the sampled regions of the state of Paraná. Therefore, the disease must be included in the differential diagnosis of diseases with similar clinical manifestations.(AU)
Lawsonia intracellularis é uma bactéria já descrita em várias espécies, sendo mais comum em suínos, ocasionando problemas entéricos nesses animais. Dentre estes, equinos podem ser acometidos, levando à uma doença conhecida como Enteropatia Proliferativa Equina que é decorrente da proliferação das células da cripta intestinal em reação à infecção pela bactéria. Apesar de existirem relatos da doença em diversos países, inclusive no Brasil, no estado do Paraná ainda não se tem relatos da doença e estudos epidemiológicos da ocorrência em equinos sintomáticos ou assintomáticos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a ocorrência de L. intracellularis em equinos assintomáticos criados nas regiões Oeste, Noroeste e Norte do estado do Paraná através de sorologia e qPCR. Para a sorologia, utilizou-se a técnica da Imunoperoxidase em Monocamadas (IPMA). As fezes foram processadas e submetidas à técnica de Reação em Cadeia pela Polimerase em Tempo Real (qPCR). Ao todo, foram coletadas amostras de 162 animais de 20 propriedades. Destas, 9/162 (5,55%) apresentaram anticorpos específicos contra L. intracellularis. Já a qPCR, identificou 7/162 (4,32%) amostras de fezes positivas para a presença da bactéria. Ao se comparar as técnicas, nenhuma amostra foi positiva em ambas, demonstrando que, para um melhor diagnóstico, as mesmas devem ser realizadas em conjunto. Em contraste à grande parte dos relatos em equinos, o presente estudo encontrou uma maior ocorrência sorológica e molecular em animais com mais de dois anos de idade. Esses resultados são de grande relevância epidemiológica, pois indicam que a bactéria está presente nas regiões amostradas do estado do Paraná, levando à necessidade de incluir a doença no diagnóstico diferencial de enfermidades que cursam com manifestações clínicas semelhantes.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1