Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Gram-negative bacterium isolated from cardinals (Paroaria coronata and P. dominicana) seized from illegal wildlife trade / Bactérias gram-negativas em cardeais (Paroaria coronata e Paroaria dominicana) apreendidos do tráfico de animais silvestres

Cunha, Marcos Paulo Vieira; Guimarães, Marta Brito; Davies, Yamê Miniero; Milanelo, Liliane; Knõbl, Terezinha.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 53(1): 107-111, 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-324185

Resumo

Illegal wildlife trade removes millions of birds from nature every year. Among the most trafficked species of birds are redcrested cardinals (Paroaria coronata) and red-cowled cardinals (Paroaria dominicana). The cloacal microbiota of free-living passerines consists mainly of gram-positive bacilli and cocci, and gram-negative bacilli predominate in captive birds. Under stress and low immunity, gram-negative species may cause opportunistic infections. This study identified bacteria from cloacal microbiota of 49 specimens of P. coronata and P. dominicana seized from illegal wildlife trade in São Paulo (SP). In this study, 13 species of gram-negative bacteria, including Salmonella spp. and Pseudomonas aeruginosa were isolated. An increased occurrence of Escherichia coli was identified in 42/49 (85.7 %) of fecal samples. Among the E. coli strains, 21/42 belonging to the phylogenetic groups B2 and D, were related to extraintestinal pathogenic strains causing disease in humans. Klebsiella pneumoniae were isolated in 28/49 (57.1 %) samples. These results reinforce the fact that stressful conditions of illegal trade can favor the colonization of cloacal microbiota of these birds by pathogens, which represents a risk for their reintroductioninto the wild, including the transmission of diseases to humans and other animals(AU)
Anualmente o tráfico de animais silvestres retira milhões de aves da natureza. Os cardeais (Paroaria coronata) e cardeais-donordeste (Paroaria dominicana) estão incluídos entre as espécies de aves mais traficadas. A microbiota cloacal de passeriformes de vida livre é composta principalmente por bacilos e cocos gram-positivos, já os bacilos gram-negativos predominam em aves de cativeiro. Em situações de estresse e baixa de imunidade as bactérias gram-negativas podem causar infecções oportunistas. O presente trabalho identificou bactérias da microbiota da cloaca de 49 espécimes de P. coronata e P. dominicana apreendidas do tráfico de animais silvestres em São Paulo (SP). Foram isoladas treze espécies de bactérias gram-negativas, incluindo Salmonella spp. e Pseudomonas aeruginosa. A maior frequência de ocorrência foi de Escherichia coli, identificada em 42/49 (85,7%) das amostras fecais. Dentre os isolados de E. coli, 21/42 pertenciam aos grupos filogenéticos B2 e D, relacionados a estirpes patogênicas que causam doença extraintestinal em humanos. Klebsiella pneumoniae foi isolada em 28/49 (57,1%) das amostras. Esses resultados reforçam que as condições estressantes a que esses animais são submetidos em situações de tráfico, incluindo o contato com humanos, podem favorecer a colonização da microbiota cloacal das aves por patógenos, o que representa um risco para a sua reintrodução na natureza considerando-se o possível contato com humanos e outros animais(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1