Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Comparação entre as abordagens lateral direita e mediana ventral em cadelas submetidas à ovariossalpingo-histerectomia / Comparison between the right lateral and ventral median approach in a bitch undergoing ovariosalpinghysterectomy

Ferreira, A R A; Silva, W M; Souza, M R; Ziemer, L C; Martins Filho, E F; Guimarães, J E; Costa Neto, J M.
Arq. bras. med. vet. zootec; 67(4): 984-992, jul.-ago. 2015. tab, ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-324249

Resumo

A fim de comparar as abordagens abdominais, pela linha mediana ventral e lateral direita em cadelas pré-púberes e adultas submetidas a ovariossalpingo-histerectomia, utilizaram-se 28 cadelas hígidas, distribuídas em dois grupos experimentais de igual número: grupo abordagem mediana ventral (AMV) e grupo abordagem lateral direita (ALD), com sete animais adultos e sete animais pré-púberes em cada grupo. O procedimento cirúrgico foi dividido em nove manobras cirúrgicas distintas, e o tempo para conclusão de cada uma delas, suas facilidades e dificuldades, assim como o tempo cirúrgico total, foram determinados. O tempo médio desde o início da incisão da pele até a entrada na cavidade peritoneal foi menor nas cadelas adultas (P≤0,001) e pré-púberes (P≤0,001) do grupo AMV, mas o tempo médio para identificação uterina foi menor nas cadelas pré-púberes (P≤0,001) do grupo ALD. O tempo cirúrgico total foi menor utilizando-se a abordagem lateral direita (grupo ALD) nas cadelas adultas (P≤0,001) e pré-púberes (P≤0,001). Seu uso não se relacionou com complicações cirúrgicas e facilitou a identificação uterina, possibilitando redução no tempo cirúrgico total. Assim, a abordagem lateral direita demonstrou ser uma alternativa segura em cadelas adultas e pré-púberes submetidas à OSH eletiva.(AU)
In order to compare the abdominal approaches, through the ventral midline and right lateral in pre-pubertal adult female dogs undergoing ovariohysterectory we used 28 otherwise healthy dogs, divided into two experimental groups of equal number: Ventral Median Approach Group (VMA) and Right Side Approach Group (RSA), with seven adult animals and seven pre-pubertal animals in each group. The surgical procedure was divided into nine different surgical maneuvers, and the time required for completion of each of them, their strengths and difficulties, as well as the total surgical time were determined. The time from the start of the skin incision to the entrance into the peritoneal cavity was lower in adult female dogs (P≤0.001) and pre-pubertal (P≤0.001) in the VAM group, but the time for uterine identification was lower in pre-pubertal female dogs (P≤ 0.001) in the RSA group. The total surgical time was shorter using the right lateral approach (RSA group) in adult (P≤ 0.001) and pre-pubertal (P≤0.001) female dogs. Thus, the right-side approach has proved to be a safe alternative in adult and pre-pubertal dogs undergoing elective OSH. Its use was not associated with surgical complications, and facilitated uterine identification, allowing a reduction in the total surgical time.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1