Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

SILVA, D. T.; VICTÓRIA, C.; MADEIRA, N. G.; OLIVEIRA, A. G.; PADOVANI, C. R.; MODOLO, J. R..
Ars vet; 29(4)2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-33253

Resumo

A incidência das leishmanioses encontra-se em crescente expansão no Brasil. Para a vigilância epidemiológica dessas endemias, é fundamental o conhecimento da distribuição e comportamento dos vetores flebotomíneos, que apresentam distribuição geográfica ampla e em expansão, por serem altamente adaptados ao ambiente urbano, vivendo, preferencialmente, ao nível do solo rico em matéria orgânica, próximos a vegetação em raízes e/ou troncos de árvores ou dejetos de animais, podendo ser encontrados também em tocas e abrigos tanto de animais domésticos como silvestres. A localização dos criadouros costuma ser extremamente difícil, mesmo em locais com muitos mosquitos adultos. Esta dificuldade é provavelmente devida à grande dispersão dos criadouros e à falta de conhecimento sobre suas características. A utilização de armadilhas de solo é um método viável de identificação destes locais e assim, contribui para a criação de medidas de controle do vetor em sua forma imatu
Biblioteca responsável: BR68.1