Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Tempo de sobrevida de cães com imagemradiográfica compatível com neoplasia ósseano esqueleto apendicular, sem o usode quimioterapia / Survival times of dogs with compatible image of bone neoplasms from appendicular skeleton by the radiographic examination

Gomes, Cristiano; Spagnol, Camila; Cavalcanti, Lisiane Foerstnow; Lipp, Vanessa Bergel; Ferreira, Kelly Cristine; Oliveira, Luciana Oliveira de; Kroetz, Raquel Machnacz; Cavalcanti, Ruben Lundgren; Contesini, Emerson Antonio; Oliveira, Rosemari Teresinha.
Vet. Foco; 5(2): 201-206, jan.-jun. 2008. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-3327

Resumo

O osteossarcoma é a neoplasia maligna óssea primária mais diagnosticada no cão, correspondendo a mais de 85% dos tumores ósseos. O tratamento preconizado é a cirurgia radical de amputação do membro acometido, associada à quimioterapia. No Hospital de Clíni¬cas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (HCV-UFRGS) foram analisa¬dos 23 cães que apresentavam imagem radiográfica compatível com neoplasia óssea no esque¬leto apendicular. Avaliou-se a evolução destes animais, cujos proprietários optaram por não realizar quimioterapia. Destes, 16 optaram por não realizar a amputação, utilizando somente analgésicos, 5 optaram pela cirurgia e 2 por eutanásia no momento do diagnóstico. A sobrevida média foi de 3,8 meses, sendo 3,4 meses para os cães tratados apenas com analgésicos e 4,9 meses para os cães tratados apenas com a amputação(AU)
Osteosarcoma is the most common primary bone tumor in dogs accounting for up to 85% of malignancies originating in the skeleton. The main treatment is amputation associated with chemotherapy. At Veterinary Hospital of Federal University of Rio Grande do Sul were analyzed 23 dogs with compatible image of bone neoplasms by the radiographic examination from appendicular skeleton. Through telephone contacts it was possible to evaluate these animals evolution, whose owners chose not to use the chemotherapy. Sixteen owners opted to treat just with analgesics, five opted for the surgery and two dogs were euthanized at the moment of the diagnostic. The mean survival times was 3,8 months, being 3,4 months of the dogs without surgery and 4,9 months of the dogs treated with surgery alone(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1