Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Morphology and vascularization of the corpus luteum of peccaries (Pecari tajacu, Linnaeus, 1758) throughout the estrous cycle / Morfologia e vascularização do corpo lúteo de catetos (Pecari tajacu, Linnaeus, 1758) ao longo do ciclo estral

Miranda-Moura, M. T. M.; Oliveira, G. B.; Peixoto, G. C. X.; Pessoa, J. M.; Papa, P. C.; Maia, M. S.; Moura, C. E. B.; Oliveira, M. F..
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 68(1): 87-96, Jan.-Feb. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-334136

Resumo

The current paper characterizes the changes in morphology and vascularization of the corpus luteum of collared peccaries during the estrous cycle and correlates progesterone synthesis (P4). Twenty females were subjected to a treatment for estrus synchronization; an ear implant containing 1.5 mg of norgestomet was implanted on D0, whereas on D9 the peccaries received an IM injection of eCG 200UI and 50g of PGF2a. The animals were divided into four groups (G1, G2, G3 and G4) and euthanized on post-ovulation days 3, 12, 18 and 22. The ovaries were collected and the corpora lutea were measured and processed for histological and vascular density (Dv). Blood was collected for dosage of P4 serum. The morphology of the ovaries, the corpora lutea and P4 varied significantly during the estrous cycle (P<0.001). There was a significant co-relationship between weight and length of the ovaries and CL (r = 0.66, r = 0.52, P<0.05, respectively) and between weight, length and width of the CL and P4 (r = 0.51, r = 0.54 and r = 0.68, P<0.05, respectively). The luteal Dv was highly influenced by the estrous cycle phase (P<0.0001). The P4 and luteal Dv concentrations were higher in G2 and evidenced maximum secretory activity, with a highly significant correlation (P<0.0001). Assessed lutein parameters may estimate the phase of the estrous cycle in peccaries and the functional activity of the corpus luteum.(AU)
Objetivou-se caracterizar as variações na morfologia e vascularização do corpo lúteo (CL) de catetos durante ciclo estral (CE) e correlacioná-las com a concentração de progesterona (P4). Vinte fêmeas de cateto foram submetidas a tratamento de sincronização do estro; no D0 receberam implante auricular contendo 1,5mg de norgestomet, no D9 injeção via IM de 200UI de eCG e 50µg de PGF2α. Os animais foram divididos em quatro grupos (G1, G2, G3 e G4) e eutanasiados nos dias três, 12, 18 e 22 pós-ovulação. Os ovários foram coletados e os CL foram mensurados e processados para avaliação histológica e da densidade vascular (Dv). O sangue foi coletado para dosagem da P4 sérica. A morfologia dos ovários, CL e a concentração de P4 variaram significativamente durante o CE (P<0,001). Houve correlação significativa entre peso e comprimento dos ovários e CL (r = 0,66, r = 0,52, P<0,05, respectivamente) e entre peso, comprimento e largura do CL e a concentração de P4 (r=0,51, r=0,54 e r=0,68; P<0,05, respectivamente). A Dv do CL se mostrou muito influenciada pela fase do CE (P<0,001) e apresentou alta correlação significativa (P< 0,001). No G2 os maiores valores de P4 e Dv confirmaram máxima atividade secretória do CL nesse estádio. Os parâmetros luteínicos avaliados podem ser usados para estimar a fase do ciclo estral em catetos e a atividade funcional do CL.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1