Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Fotoperíodo e frequência alimentar na larvicultura do peixe beta / Photoperiod and feeding frequency in the Siamese fighting fish hatchery

Sales, A. D.; Veras, G. C.; Brabo, M. F.; Abrunhosa, F. A.; Alves, A. X.; Dias, B. C. B.; Campelo, D. A. V.; Ferreira, M. S. S..
Arq. bras. med. vet. zootec; 68(4): 1062-1068, jul.-ago. 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-340755

Resumo

The aim of this study was to evaluate the growth, uniformity and survival of Betta splendens larvae, submitted to different photoperiods and feeding frequency. Four hundred and eighty individuals (4.53mg ± 0.32 and 5.51 ± 0.58mm) were randomly distributed into 48 plastic containers (1L) at a density of 10 larvae/L. A completely randomized design was used, with four replications in a factorial 6 x 2, six photoperiods (0L:24D, 6L:18D, 12L:12D, 16L:8D, 20L:4D, 24L:0D) and two feeding frequencies (two or four times a day). The larvae were fed performed with Artemia nauplii at averaging 800/ larvae/ day, for 15 days. Beta larvae subjected to photoperiod 12L:12D and 16L:8E showed the greatest weight gain (P 0.10), while those fed four times daily had greater length growth and uniformity (P 0.10). However, individuals fed four times daily had lower survival when subjected to photoperiod 16L:8E, 20L:4L and 24E:0D (P 0.10). On the other hand, larvae subjected to a photoperiod of 12L:12D, 16L:8L and 20L:4E showed higher survival rate when fed twice a day (P 0.10). Therefore, with the intention of better growth, uniformity and survival of Betta splendens larvae, it is recommended that the hatchery in this species be done under a photoperiod of 12L: 12D with supply of Artemia nauplii twice daily.(AU)
Com este trabalho, objetivou-se avaliar o crescimento, a uniformidade e a sobrevivência das larvas de Betta splendens, submetidas a diferentes fotoperíodos e frequências de alimentação. Foram distribuídos aleatoreamente 480 indivíduos (4,53mg ± 0,32 e 5,51 ± 0,58mm) em 48 recipientes plásticos (1L), com densidade de 10 larvas/ L. Foi utilizado um delineamento experimental inteiramente ao acaso, com quatro repetições, em arranjo fatorial 6x2, com seis fotoperíodos (0L:24E, 6L:18E, 12L:12E, 16L:8E, 20L:4E, 24L:0E) e duas frequências de alimentação (duas ou quatro vezes/ dia). Durante um período de 15 dias, as larvas foram alimentadas com náuplios de Artemia, na proporção de 800 náuplios/ larva/ dia. Larvas de beta submetidas aos fotoperíodos de 12L:12E e 16L:8E apresentaram o maior crescimento em peso (P 0,10), enquanto as que foram alimentadas quatro vezes ao dia apresentaram maior crescimento em comprimento e uniformidade (P 0,10). No entanto, os indivíduos que foram alimentados quatro vezes ao dia apresentaram menor sobrevivência quando submetidos aos fotoperíodos de 16L:8E, 20L:4E e 24L:0E (P 0,10). Por outro lado, as larvas submetidas aos fotoperíodos de 12L:12E, 16L:8E e 20L:4E apresentaram maior taxa de sobrevivência quando alimentadas duas vezes ao dia (P 0,10). Portanto, ao se preconizar maior crescimento, uniformidade e sobrevivência das larvas de Betta splendens, recomenda-se a realização da larvicultura dessa espécie sob o fotoperíodo de 12L:12E, com o fornecimento de náuplios de Artemia em duas alimentações diárias.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1