Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Interação genótipo x ambiente para produção de leite na raça PardoSuíço, utilizando-se inferência Bayesiana / Genotype-environment interaction in Brown Swiss dairy cattle

Araújo, Cláudio Vieira de; Resende, Gisele Socorro Amaral; Araújo, Simone Inoe; Rennó, Francisco Palma; Tomazini, Ana Paula Inoe; Marques, José Ribamar Felipe.
Acta Sci. Anim. Sci.; 31(2): 205-211, abr.-jun. 2009. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-3413

Resumo

Informações de 2.981 lactações referentes às primeiras lactações de vacas da raça Pardo-Suíça, filhas de 151 reprodutores, distribuídas em 62 rebanhos, com parições entre 1980 a 2002, foram utilizadas para se verificar a existência da heterogeneidade de variância entre rebanhos e o seu impacto na classificação de reprodutores. As produções de leite foram utilizadas para se classificar os rebanhos em níveis de alta e baixa produção. Utilizouse um modelo animal que incluiu os efeitos fixos de rebanho-ano e estação de parto, efeito linear do período de lactação, linear e quadrático da idade da vaca ao parto, como covariáveis, além dos efeitos aleatórios de animal e ambiente temporário. Estimaram-se componentes de variância, considerando-se os rebanhos como uma única amostra e assumindo-se a produção de leite em cada nível de produção como característica diferente. Médias e componentes de variância foram maiores para o nível de alta produção, caracterizando a presença de heterogeneidade de variância entre os rebanhos. As estimativas de herdabilidade foram de 0,21 em ambos os níveis para a produção de leite e de 0,25 e 0,26 para os níveis de alta e baixa produção, respectivamente. As correlações genéticas entre os níveis foram de 0,48, indicando a presença de heterogeneidade de variâncias. Correlações de Spearman entre os valores genéticos dos reprodutores preditos em análise conjunta com o nível de alta produção foram altas, enquanto que correlações baixas foram observadas para o nível de produção baixo, para os 10, 20 e 30% dos melhores reprodutores. Reprodutores com proles em rebanhos mais variáveis estariam sendo melhores classificados na avaliação genética, quando se desconsidera a heterogeneidade de variância.(AU)
Data from 2,981 first lactation records of Brown Swiss cows, daughters of 151 sires, from 62 herds, calving from 1980 to 2002 were used to evaluate the effects of heterogeneity of variance on genetic evaluation of bulls. The milk yields were used to classify the herds among high and low production level. An animal model used to estimate variance component, included the fixed effect of herds-year, calving season, linear effect of length lactation, linear and quadratic effect of cow age, random effects of animal and temporary environment. Variance components were estimated to milk yield in both levels, considering the milk yield in each production level as a different trait. Estimates of heritability were 0.21 in both levels for milk production and 0.25 and 0.26 for the levels of high and low production, respectively. The genetic correlation between high and low production levels was equal to 0.48. These results showed the presence of heterogeneity of variance. Spearman correlations in breeding values of sires predicted in joint analysis with values in high and low production level were higher; otherwise, the spearman correlations were lower to 10, 20 and 30% of the best sires of the rank. Sires with daughters in more changeable herds would be better ranked in the genetic evaluation, when the heterogeneity of variance is not considered.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1