Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Propolis extraction residue like bacterial inhibitor in vitro / Resíduo da extração de própolis como inibidor bacteriano in vitro

Heimbach, Natália da Silva; Ítavo, Camila Celeste Brandão Ferreira; Leal, Cássia Rejane Brito; Ítavo, Luís Carlos Vinhas; Silva, Jonilson Araújo da; Silva, Pâmila Carolini Gonçalves; Rezende, Letícia Costa de; Gomes, Maria de Fátima Falcão.
R. bras. Saúde Prod. Anim.; 17(1): 65-72, jan.-apr. 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-341349

Resumo

Objetivou-se avaliar o efeito dos resíduos da extração hidroalcoólica de própolis dos tipos verde e marrom sobre o desenvolvimento de bactérias Gram-positivas e Gram-negativas. As própolis brutas foram adquiridas da apicultura Companhia da Abelha, instalada em Contagem, Minas Gerais. A própolis verde foi derivada de alecrim-do-campo (Baccharis dracunculifolia), e a própolis marrom foi derivada de alecrim-do-campo (B. dracunculifolia) e assa-peixe (Vernonia polyanthes). Foram usados cinco níveis de inclusão (0; 0,625; 0,125; 0,25; 0,5g) dos resíduos, além do controle para o inóculo (CI), e seis amostras bacterianas, sendo duas delas Gram-positivas e quatro Gram-negativas. O método utilizado foi o de contagem de unidades formadoras de colônias em placas de petri (pour plate). Entre as bactérias Gram-positivas, o maior efeito inibidor foi detectado para amostras de Staphylococcus aureus, e maior susceptibilidade foi para a Escherichia coli dentre as Gram-negativas. Houve efeito antimicrobiano do resíduo da extração da própolis verde sobre as bactérias S. aureus e S. intermedius. O resíduo da extração da própolis marrom apresentou maior inibição para S. intermedius somente nos tratamentos com 0,5 e 0,25g de resíduo. Não houve efeito do resíduo da extração de própolis verde ou marrom sobre o crescimento de bactérias gênero Pseudomonas.(AU)
This study aimed to evaluate the effect of residues extraction hydroalcoholic of propolis, green and brown, on the development of Gram-positive and Gram-negative bacteria. The crude propolis was obtained from Companhia da Abelha in Contagem, Minas Gerais. The green propolis derived from alecrim-do-campo (Baccharis dracunculifolia), and the brown propolis derived from alecrim-do-campo (B. dracunculifolia) and assa-peixe (Vernonia polyanthes). We used five levels of inclusion (0; 0.625; 0.125; 0.25; 0.5g) of the residue, and control for the inoculum (CI) and six bacterial strains, two of which are Gram-positive and four Gram-negative. The method used was to count colony-forming units in petri dishes (pour plate). Among the Gram-positive bacteria, the greatest inhibitory effect was detected for Staphylococcus aureus strains, and increased susceptibility was observed for Escherichia coli among Gram-negative bacteria. There was antimicrobial effect of the residue of the propolis extract on S. aureus and S. intermedius. The residue of brown propolis extract showed greater inhibition for S. intermedius only in 0.5 and 0.25g of residue inclusion levels. There was no effect of residues extraction hydroalcoholic of propolis, green and brown on the growth of Pseudomonas.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1