Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Mortes súbitas em bovinos causadas por Palicourea aeneofusca (Rubiaceae) e Mascagnia rigida (Malpighiaceae)na Zona da Mata Paraibana / Sudden deaths caused by Palicourea aeneofusca (Rubiaceae) and Mascagnia rigida (Malpighiaceae) in cattle in the Zona da Mata of Paraíba

Vasconcelos, Jackson S. de; Riet-Correa, Franklin; Dantas, Antonio Flávio M; Medeiros, Rosane M. T. de; Dantas, Álvaro J. de A.
Pesqui. vet. bras; 28(10): 457-460, 2008. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-354

Resumo

Neste trabalho descrevem-se, em bovinos, um surto de intoxicação por Palicourea aeneofusca no município de Jacaraú e um surto de intoxicação por Mascagnia rigida, no município de Sapé. Ambos os surtos ocorreram na zona da Mata Paraibana, onde não havia, anteriormente, informação sobre intoxicação por plantas que causam mortes súbitas associadas ao exercício. A toxicidade de ambas as plantas frescas recém coletadas foi testada em coelhos, sendo a dose letal de 3g por kg de peso animal (g/kg) para P. aeneofusca e de 10g/kg para M. rigida. Na fazenda onde ocorreu o surto de intoxicação por P. aeneofusca foi encontrada, também M. rigida e o produtor informava que esta tinha causado, anteriormente, mortes de bovinos. M. rigida coletada nesta última fazenda foi tóxica na dose de 10g/kg da planta seca. Anteriormente a intoxicação por P. aeneofusca tinha sido diagnosticada na Zona da Mata e Agreste Pernambucano e leste da Bahia. Há também numerosos históricos da ocorrência desta intoxicação na Zona da Mata Alagoana, o que sugere sua ocorrência no litoral do nordeste, desde a Bahia até Paraíba. M. rigida é a planta tóxica mais conhecida e mais importante do nordeste ocorrendo no sertão e no agreste. Este trabalho comprova que, pelo menos na Paraíba, a intoxicação ocorre, também, na Zona da Mata.(AU)
This paper reports an outbreak of poisoning by Palicourea aeneofusca in cattle, in the municipality of Jacaraú, and another by Mascagnia rigida in the municipality of Sapé. Both outbreaks occurred in the Zona da Mata of Paraíba, where there are no previous reports of poisoning by toxic plants causing sudden death associated to exercise. The toxicity of both plants was tested in rabbits. The lethal dose was of 3g per kg body weight (g/kg) for fresh P. aeneofusca and 10g/kg for fresh Mascagnia rigida. On the farm where the poisoning by P. aeneofusca was observed, M. rigida also was found. The farmer reported that this plant also caused sudden death previously. M. rigida collected on that farm and given dried to rabbits caused death at the dose of 10gkg. The poisoning by P. aeneofusca in cattle had been previously reported in the Zona da Mata and Agreste of Pernambuco and east of Bahia. There are also numerous farmers' reports about the occurrence of the poisoning in the Zona da Mata of Alagoas, suggesting that it occurs in the whole coastal region, from Bahia to Paraíba. M. rigida is the most important toxic plant for cattle in the Brazilian semiarid. The results of this paper demonstrate that this plant poisoning also occurs in the tropical wet climate of the Zona da Mata.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1