Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Alterações endócrinas em reprodutores suínos de alto desempenho / Endocrine alterations in reproductive swines of high performance: case report

Oberlender, Guilherme; Murgas, Luis David Solis; Lima, Daniele de; Gaggini, Thais Schwarz; Zangeronimo, Márcio Gilberto; Alvarenga, Ana Luisa Neves; Silva, Daiane Moreira.
Ci. Anim. bras.; 11(1): 245-250, 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-3808

Resumo

Objetivando descrever o comportamento sexual e reprodutivo de machos suínos de alto desempenho, submeteram-se os animais a um protocolo de treinamento para colheita de sêmen, a fim de que fossem incorporados ao plantel de reprodutores do Setor de Suinocultura do Departamento de Zootecnia da UFLA. Submeteram-se os animais a medições de biometria testicular e pesagem para avaliações de desenvolvimento dos testículos e ganho de peso diário (GPD) durante a fase pré-púbere. Após o período de treinamento de colheita de sêmen, foram coletadas amostras de sangue para realização de análises hormonais de testosterona, estradiol, FSH e LH plasmáticos. Observaram-se diferenças nas concentrações de testosterona e estradiol, número médio de saltos diários sobre o manequim e tempo médio de ejaculação. O animal A apresentou um volume de 369,68 mL e 412,67 mL, para o testículo direito e esquerdo, respectivamente, em média oito saltos diários sobre o manequim durante o período de treinamento, e o tempo médio de ejaculação foi de 261 segundos. O animal B não realizou nenhum salto durante o treinamento e apresentou volume testicular direito de 359,76 mL e esquerdo de 315,10 mL. As dosagens hormonais para o animal A foram de 0,0153 ng/mL e 0,7015 ng/mL para testosterona e estradiol, respectivamente. O animal B apresentou concentração plasmática de testosterona de 0,0011 ng/mL e 0,0241 ng/mL de estradiol. As concentrações de FSH e LH foram semelhantes entre os animais, sendo 0,10 mU/mL e 0,10 U/L, respectivamente. Essas diferenças observadas possivelmente determinaram o comportamento sexual diferenciado dos machos durante o período de treinamento e colheita de sêmen.(AU)
The aim of this work was to describe the sexual and reproductive behavior of male swines of high performance, submitted to a training protocol for semen collection so that they were incorporated in breeding of reproducers of the Swine Production Sector of the Animal Science Department of the Federal University of Lavras. Animals had been submitted to measurements of testicular biometry and weighing for evaluations of testicular development and of daily gain weight (DGW). After the training period, blood samples were collected for accomplishment of hormonal analyses of serum testosterone, oestradiol, FSH, and LH. Differences were observed in testosterone and oestradiol levels, average number of daily dummy jumps, and average ejaculation time. Animal A presented a volume of 369.68 mL and 412.67 mL, to the right and left testicle, respectively, on average eight daily dummy jumps during the period of training and the average ejaculation time was of 261 seconds. The Animal B did not carry through jump during the training and presented testicular volume of 359.76 mL right and left of 315.10 mL. Hormonal levels for animal A had been of 0.0153 ng/mL and 0.7015 ng/mL for testosterone and oestradiol, respectively. On the other hand, Animal B presented plasmatic concentration of testosterone of 0.0011 ng/mL and 0.0241 ng/mL of oestradiol. The concentrations of FSH and LH had been similar between the animals being 0.10 mU/mL and 0.10 U/L, respectively. These differences observed possibly explain both maless sexual behavior during the period of training and semen collected.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1