Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Diagnóstico e tratamento da estenose esofágica pela via endoscópica em cão: relato de caso / Esophageal stricture diagnosis and treatment by endoscopy in dog: case report

Silva, Elayne Cristine Soares; Pina, Fábio Luiz Silva; Teixeira, Marcelo Weinstein.
Ci. Anim. bras.; 11(2): 465-470, abr.-jun. 2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-3866

Resumo

A endoscopia é um método de diagnóstico por excelência,por ser segura, rápida e não invasiva, proporcionando benefícios não alcançados por outros métodos, em várias situações patológicas do sistema digestivo. A estenose esofágica é geralmente o resultado final da lesão inflamatória esofágica, a qual resulta em fibrose. O principal sinal clínico da estenose esofágica é a regurgitação, geralmente logo após a ingestão de alimento. O diagnóstico é baseado no histórico, sinais clínicos, radiografia contrastada e achados endoscópicos. Um cão, SRD, com dez anos de idade apresentava um quadro clínico de regurgitação de alimentos sólidos que se iniciou havia um ano, no pós-operatório de uma intervenção cirúrgica durante a qual houve abundante refluxo gástrico. Na endoscopia observou-se estenose com presença de vários anéis fibrosos no esôfago torácico. Optou-se por fazer o tratamento da estenose pela via endoscópica, com a utilização de velas dilatadoras. Foram realizados seis procedimentos de dilatação, com uso das velas, em intervalos de uma semana. O animal apresentou melhora gradativa e ao final das seis seções já ingeria alimentos pastosos sem episódios de regurgitação. A melhora clínica foi permanente, tendo o paciente voltado a se alimentar de ração seca ao final do tratamento. O resultado obtido indica ser a endoscopia um método eficiente no diagnóstico e tratamento da estenose esofágica de cães.(AU)
Endoscopy is a diagnosis method par excellence because it is secure, fast and non-invasive, leading to benefits not reached by other diagnosis methods in several digestive system diseases. Esophageal stricture usually occurs secondary to esophagitis that results in deep scar tissue formation. The main clinical sign is regurgitation, usually right after feed intake. Diagnosis is supported by medical record, clinical signs, esophagogram and esophagoscopy. A 10-year-old mongrel dog presented dry food regurgitation, which bad began one year earlier, after a surgical intervention, during which abundant gastric reflux was observed. Through esophagoscopy stricture and fibrous rings at the thoracic esophagus were observed. We opted to perform the treatment for esophageal stricture by endoscopy using dilatation candles. This procedure was carried out once a week and it took six weeks. The dog got better day by day, and at the end of the treatment, it already fed itself on wet diet, without presenting regurgitation. The improvement in its health was constant and the patient fed itself on dry diet again. Acquired results indicate endoscopy as an efficient tool to esophageal stricture diagnosis and treatment in dogs.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1