Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ki-67 expression score correlates to survival rate in gastrointestinal stromal tumors (GIST) / Escore de expressão de Ki-67 correlaciona-se com taxa de sobrevida em tumores estromais gastrointestinais (GIST)

Artigiani Neto, Ricardo; Logullo, Angela Flavia; Stávale, João Norberto; Lourenço, Laércio Gomes.
Acta cir. bras.; 27(5): 315-321, 2012. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-3970

Resumo

PURPOSE: To evaluate the immunohistochemical expression of p16, Ki-67, p53 and Bcl-2 proteins in gastrointestinal stromal tumors (GIST); to assess the possible association between these variables and clinical and histopathological factors of cancer; and to check for prognostic value of these variables (survival and recurrence). METHODS: A sample of 55 patients treated surgically for GIST in three hospitals was studied. The surgically excised tumors were confirmed as GIST by KIT, vimentin, desmin S100 protein, CD117, 1A4 and CD34 assessment in paraffin blocks. RESULTS: Only 9 (16%) cases of GIST were positive for p53, p16 was positive among 43.6%; 80% of GISTs showed staining for Bcl-2. The proliferative index (expressed as the proportion of positive cells) assessed by immunohistochemical expression of Ki-67 was high in 49% of cases. Elevated Ki-67 scores were associated to high histological grade (p=0.0026) and mitosis index, MI (p=0.0001). High Ki-67 index was associated to death. Expression of p53, p16 and Bcl-2 did not correlate to morphological or clinical variables. CONCLUSIONS: Ki-67 immunohistochemical evaluation should be included in preoperative evaluation of GIST biopsies or surgical specimens as a prognostic tool for clinical staging; and all other proteins studied (Bcl-2, p53 and p16) did not play a role in GIST metabolic or carcinogenic process, remaining without prognostic value.(AU)
OBJETIVO: Avaliar a expressão imunoistoquímica de p16, Ki-67, p53 e Bcl-2 proteínas em tumores gastrointestinais estromais (GIST); determinar a possível associação entre essas variáveis e fatores clínicos e histopatológicos de câncer, e para verificar o valor prognóstico destas variáveis (sobrevivência e recorrência). MÉTODOS: Uma amostra de 55 pacientes tratados cirurgicamente para GIST em três hospitais foi estudada. Os tumores extirpados cirurgicamente foram confirmados como GIST por KIT, vimentina, proteína desmina S100, CD117, 1A4 e avaliação de CD34 em blocos de parafina. RESULTADOS: Apenas nove (16%) casos de GIST foram positivos para p53, p16 foi positiva em 43,6%, 80% dos GIST apresentaram coloração para Bcl-2. O índice proliferativo (expresso como a proporção de células positivas), avaliado pela expressão imunoistoquímica de Ki-67, foi elevado em 49% dos casos. Escores de Ki-67 elevados foram associados com alto grau histológico (p=0,0026) e índice de mitose, MI (p=0,0001). Alto índice de Ki-67 foi associado à morte. Expressão da p53, p16 e Bcl-2 não se correlacionou com as variáveis morfológicas ou clínicas. CONCLUSÕES: A avaliação imunoistoquímica de Ki-67 deve ser incluída na avaliação pré-operatória de biópsias ou peças cirúrgicas de GIST como uma ferramenta prognóstica para o estadiamento clínico, e todas as outras proteínas estudadas (Bcl-2, p53 e p16) não desempenharam um papel no processo metabólico ou carcinogênico em GIST, mantendo-se sem valor prognóstico.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1