Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estudo retrospectivo de 50 casos de cólica em queinos atendidos no hospital veterinário da FCAV - UNESP, no período de Setembro de 2004 a Julho de 2005 / Retrospective study of 50 equine colic cases presented to the veterinary hospital of FCAV - UNESP between 2004 and 2005

Filippo, Paula Alessandra Di; Pereira, Rodrigo Norberto; Perotta, João Henrique; Alves, Aracelle Elisane; Dias, Deborah Penteado Martins; Santana, Áureo Evangelista.
Ci. Anim. bras.; 11(3): 689-694, 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-4045

Resumo

Revisaram-se os dados de cinquenta equinos com cólica submetidos à laparotomia exploratória, atendidos no Hospital Veterinário da FCAV/Unesp, campus de Jaboticabal, entre setembro de 2004 e julho de 2005. Animais das raças Brasileira de Hipismo (28%), Paint Horse (16%) e Quarto de Milha (12%) foram os mais acometidos. Fêmeas mostraram-se mais propensas à cólica (46%) que machos não castrados (28%) e castrados (26%). Animais com média de idade entre 2 e 10 anos foram prevalentes (64%). Em geral, as três causas mais comuns de cólica foram deslocamento (22%), compactação do cólon maior (16%) e hérnia inguinoescrotal (12%). Dos cinquenta animais com cólica submetidos à laparotomia, 27 (54%) sobreviveram e 23 (46%) foram a óbito ou sacrificados. Dentre os 27 sobreviventes, 21 (78%) apresentavam lesões no intestino grosso (IG) e 6 (22%) no intestino delgado (ID). Entretanto, dos 23 animais que foram a óbito ou sacrificados, 15 (65,21%) apresentavam lesões no ID e 8 (34,78%) no IG. O tempo médio de evolução do distúrbio até que os animais recebessem atendimento especializado foi de 20,13 horas para os animais com lesões no IG e de 13,29 horas para os equinos com lesões no ID. A demora no atendimento reduz as chances de recuperação dos animais e contribui para o expressivo número de procedimentos cirúrgicos realizados.(AU)
The medical records of 50 equine gastrointestinal colic cases submitted to laparatomy presented to the Veterinary Hospital of FCAV-UNESP between 2004 and 2005 were reviewed. The breeds with higher predisposition to colic were Brasileira de Hipismo (28%), Paint Horse (16%) and Quarter Horse (12%). Females (46%) were more prone to colic than stallions (28%) and geldings (26%). Overall, the 3 most common causes of colic were large colon displacement (22%), large colon impaction (16%), and inguinal hernia. Animals with average age between two and ten years were the most affected (64%). From the 50 animals with colic submitted to laparatomy, 27 (54%) survived and 23 (46%) were sacrificed or died. Among the 27 survivors, 21 (78%) had lesions on the large intestine (LI) and six (22%) on the small intestine (SI). However, from the 23 animals that died or were euthanized, 15 (65.21%) showed damage on SI and eight (34.78%) on LI. The mean time between the first symptoms and the carrying out of specialized treatment was 20.13 hours to the animals with damage on LI and 13.29 hours to the equines with damage on SI. In conclusion, the delay on the admission reduces the animals chances of recovery and contributes to the expressive number of surgical procedures performed.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1