Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Propofol effects on the morphology of rat testes subjected to testicular ischemia­reperfusion / Efeitos do propofol sobre a morfologia do testículo do rato submetido à isquemia-reperfusão testicular

Urt Filho, Antônio; Inouye, Celso Massaschi; Pontes, José Carlos Dorsa Vieira; Silva, Andréia Conceição Brochado Antoniolli; Silva, Guilherme Viotto Rodrigues da; Santos, Carlos Henrique Marques dos.
Acta cir. bras.; 27(2): 172-178, 2012. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-4082

Resumo

PURPOSE: To evaluate the effects of propofol as an inhibitor of tissue injury in testicular ischemia-reperfusion in rats. METHODS: 30 Wistar rats were assigned to one of three groups of 10 animals: G1, testicular exposure alone; G2 and G3: testicular ischemia caused by left spermatic cord torsion of 720º. In G3, propofol was administered intraperitoneally at 20 mg/kg/h 45 minutes after spermatic cord torsion. In G2 and G3, spermatic cords were detorsioned after 60 min. In all three groups, testes were subsequently repositioned in the scrotum. After 90 days, bilateral orchiectomy was performed for histological examination. RESULTS: No abnormalities in seminiferous tubules were found in G1. In G2, 86.6 percent of left testes exhibited abnormalities, in contrast with 67.8 percent for right testes. In G3, these proportions were 57.3 percent and 45.6 percent, respectively. A statistically significant difference was found between G2 and G3. CONCLUSION: Propofol reduced the tissue damage in rat testes subjected to ischemia-reperfusion caused by spermatic cord torsion.(AU)
OBJETIVO: Avaliar os efeitos do propofol como inibidor da lesão tecidual na isquemia-reperfusão testicular em ratos. MÉTODOS: Trinta ratos Wistar foram distribuídos em três grupos de 10 animais. G1: apenas exposição testicular. G2 e G3: isquemia testicular por torção do cordão espermático esquerdo a 720º. G3, 45 minutos após a torção do cordão espermático foi administrado propofol 20mg/Kg/hora via intraperitoneal. Após 60 minutos, nos grupos 2 e 3 foram desfeitas as torções dos cordões espermáticos e em seguida os testículos dos animais dos três grupos foram reposicionados no escroto. Após 90 dias foi realizada a orquiectomia bilateral para análise histológica. RESULTADOS: Nos túbulos seminíferos do grupo 1 não se encontrou anormalidades. Nos túbulos seminíferos do Grupo 2, as anormalidades foram 86,6 por cento nos testículos esquerdos e 67,8 por cento nos testículos direitos. Houve diferença estatisticamente significativa quando se compararam os testículos dos grupos 2 e 3. CONCLUSÃO: O propofol minimiza a lesão tecidual em testículos de ratos submetidos à isquemia-reperfusão na torção do cordão espermático.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1